Taslim e Joss Dee firmam parceria musical com “Sem Pressa”

Canção se apoia nos afrobeats para narrar um romance cômico

1 Joss Dee e Taslim Credito Parker Sem Pressa
Joss Dee e Taslim na gravação do videoclipe. Foto: Parker. (Divulgação).

“Sem Pressa” marca a primeira parceria entre a cantora e compositora brasileira Taslim com o DJ angolano Joss Dee. Regida pelos afrobeats, desenvolvidos pelo DJ, a faixa traz uma energia sensual e dançante.

A canção vem acompanhada de um videoclipe estrelado pelos artistas. O roteiro é inspirado em produções nigerianas que misturam afropop e narrativas cômicas, contando a história de um flerte aparentemente mal sucedido no qual um artista distraído não percebe o interesse de uma mulher linda e atraente. A paciência dela é que simboliza o “sem pressa” do projeto.

Munida por referências ao afrofuturismo, a letra da canção fala sobre uma outra forma de lidar com o tempo e com o amor, a partir de uma perspectiva mais leve. “Essa música é sobre amor, mas também é sobre a vida. Em um mundo que nos cobra ser ‘correria’ a todo momento, a gente precisa tirar a pressão das coisas, mesmo que seja na marra. Escrevo para que seja verdade até para mim mesma. É como um mantra”, explica Taslim.

Joss Dee, quem recentemente, lançou um remix oficial do clássico contemporâneo “Banho de Folhas”, na voz de Luedji Luna, tem sido um dos responsáveis por popularizar ritmos como Afrohouse, Amapiano, Kuduro e o próprio Afrobeats no Brasil. “A produção musical é uma oportunidade de criar novos sons que façam as duas realidades se encontrarem, aproximando Brasil e África”, defende Joss. 

Sem Pressa é a primeira dessa parceria entre os artistas. Além do single, eles preparam ainda o remix de uma das músicas do primeiro álbum de Taslim, Pretambulando. A nova versão será lançada ainda este ano. 

Assista o clipe de “Sem Pressa”:

Turnê de Taslim

A turnê Pretambulando traz uma estética afrofuturista aos shows e convida o público para uma viagem no tempo. Ela faz referência e é homônima ao primeiro álbum da multiartista, que aparece como uma personagem do futuro que, até chegar aos dias atuais, enfrenta desafios, passeia pelo passado e descobre, aos poucos, como lidar com o tempo a partir do seu lugar de mulher negra. A música, a poesia e a performance constroem a narrativa. A temporada percorre unidades do Sesc no estado do Rio de Janeiro e tem datas confirmadas nos teatros da rede na Tijuca, na capital fluminense (8 de agosto), e nas cidades de Barra Mansa (29 de setembro) e Teresópolis (18 de novembro).  

Ouça Taslim:

Ouça Joss Dee:

Encontrou um erro? Fale com a gente