O quadrinista Wagner Willian (Bulldogma) divulgou capa e detalhes sobre sua nova HQ, O Martírio de Joana Dark Side. Com lançamento da editora Texugo, a expectativa é que o gibi seja lançado na feira Des.Gráfica, que acontece nos dias 3 e 4 de novembro no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo.

Willian explicou no Facebook um pouco mais sobre a obra: “Não lembro de quantos anos eu tinha na primeira vez em que ouvi a história de Joana D´Arc, mas consigo lembrar do quanto me envolvi por ela, a história de alguém que se entrega obsessivamente à uma causa, onde todo gesto dizia ter prerrogativas sublimes. Pensando sua história pelo lado da imagem, é inevitável não ser atingido por ela, por sua eficiência estética quando imaginamos Joana liderando o exército. Os colonizadores ingleses haviam tomado a França como séculos mais tarde tomariam a Índia. Joana serviu como um estandarte da guerra dos Cem Anos. Sua missão tinha esse viés divino que, por algum móvito, havia escolhido o lado dos franceses. Talvez, sua guerra tenha sido a arte da inspiração. E aqui entramos em uma seara extremamente perigosa. Não apenas em julgar a guerra, uma arte; como considerar sublime a morte ou qualquer coisa que prejudique o outro.”

Ele usou como uma das inspirações o longa A Paixão de Joana D’Arc (1928), de Carl Dreyer, mas trouxe uma estética muito particular para a lenda da santa guerreira, como é possível ver nos previews já divulgados. Como já fez com seus trabalhos anteriores, Willian usa as redes sociais para compartilhar todo o processo criativo da HQ, desde a produção até a edição do livro, por isso vale a pena acompanhá-lo.

Wagner Willian mostrou o makinf of de O Maestro, O Cuco e a Lenda, sua HQ anterior, na revista Plaf #2. Compre a edição aqui.

Sem mais artigos