O artista visual pernambucano Lucas Faustino apresenta sua primeira exposição no ZV Tattoo e Galeria, no Recife.  O trabalho, que será apresentado nesta terça-feira (21), é resultado de vivência entre Lucas e Nando Zevê.

Durante o mês de agosto Lucas – nas redes sociais mais conhecido como @laemlusca – começou a ocupar as paredes do ZV Tattoo e Galeria, com desenhos e esculturas. Nesse processo, Nando Zevê, artista plástico, tatuador e idealizador do espaço, aproveitou para investigar artisticamente o universo de Lucas.

A montagem da exposição do Lucas foi um processo experimental que contou com a participação de Nando, começando pela preparação da parede. Em seguida, definiram que utilizariam materiais que seriam descartados – comumente explorados por Faustino – como madeira, barbante, lona, pregos e parafusos. Durante o processo, os dois também desenharam juntos, e as imagens criadas estão dispostas sobre e por entre as peças e instalações.

Algumas obras estarão disponíveis para serem tatuadas.

Para Lucas, que está pela primeira vez produzindo para uma exposição em galeria, o processo está permitindo reunir linguagens distintas do seu trabalho, como as instalações e pinturas. “Eu tô tentando trazer um pouco de tudo o que eu faço, trabalhando o abstrato. A disposição das obras vem em decorrência da observação de como tudo se constrói. A parte construtiva, a geometria, tudo tem início e fim, e o desenho vem quase como parte final de tudo isso”, diz.

Já Zevê, que fez algumas intervenções sobre o que ia sendo criado por Lucas, percebe a experiência como algo novo, que possibilitou misturar o conhecimento de arte de rua de Faustino, com o seu próprio, baseado, principalmente, em torno dos espaços tradicionais de exposição, tais como museus e galerias. “Receber a exposição do Lucas com a possibilidade de poder mergulhar no processo criativo dele foi uma experiência muito rica. Produzi trabalhos abstratos utilizando materiais que não tenho costume de usar e comecei a pensar em intervir nas esculturas de Lucas com coisas do meu universo, como por exemplo as cordas de violão, fazendo com que as esculturas produzissem sons”, conta Zevê.

O primeiro encontro de Nando Zevê com com Lucas Faustino foi em um evento de flash day. Daí pra um convite para trabalhar no ZV Tattoo e Galeria, que também funciona como um coworking para artistas visuais e tatuadores, em 2017, foi um pulo. De lá pra cá, Lucas tem utilizado o ZV Tattoo e Galeria como base de trabalho e de trocas, além de ter participado da convenção de tatuagem e exposição organizada por Zevê, na última edição do Coquetel Molotov.

Lucas, o autodidata

Lucas Faustino nasceu em Jaboatão dos Guararapes, e em um processo autodidata tornou-se artista urbano, ilustrador e artista plástico. Expande sua identidade abstrata, traços imperfeitos e rabiscos também para a tatuagem, na qual atua há 5 anos. Nando Zevê é artista plástico, inquieto com as possibilidades das artes visuais e tatua desde 2006. O rompimento de barreiras entre a tatuagem tradicional e as artes trouxe mais originalidade aos seus trabalhos na pele. Em outubro de 2017 iniciou o ZV Tattoo e Galeria, um ambiente híbrido de estúdio de tatuagem e local de experimentação com exposições, debates, cursos e residências artísticas.

Serviço:
Abertura da exposição @laemlusca com participação de @nandozeve
Quando: 21 de agosto, terça-feira
Horário: 19h
Onde: ZV Tattoo e Galeria, que fica na Galeria Joana D’Arc, Herculano Bandeira, Pina, Recife – PE
Visitação da exposição: Até 18 de setembro, de quarta a sábado, das 14h às 21h
Gratuito.

Sem mais artigos