Foto: Flickr/ Cayusa
Foto: Flickr/ Cayusa

Cérebros remodelados pela internet: pós-humanos mentais

Embora ainda não seja uma nova totalmente difundida, sim, neurônios se reproduzem. E a psiquiatria começa a embasar as razões que levam diferentes tipo de psicoterapia a dar resultado: sugerindo, repetidamente, outra forma de o paciente enxergar um problema, remodela-se o caminho que as correntes elétricas percorrem em seu cérebro. Conclusão: aos poucos, as aflições se dissipam e o paciente se transforma. em outras palavras: change the thought and the feeling must go.

A neurocientista Susan Greenfield estuda de que forma o imediatismo e a empolgação de curto prazo trazidos pela interação internética está lesando nossas habilidades de seguir uma narrativa linear e entender contextos.

É foda. tenho três livros empilhados na minha cabeceira – lendo todos ao mesmo tempo. uma leitura começa a dar sono e eu pulo para outra, quase tão rápido como um clique no mouse. Há também o drama de ler páginas e não ter lido nada, nenhuma informação absorvida.

O escritor Nicholas Carr reclama da mesma coisa:

Immersing myself in a book or a lengthy article used to be easy. My mind would get caught up in the narrative or the turns of the argument, and i’d spend hours strolling through long stretches of prose. That’s rarely the case anymore. Now my concentration often starts to drift after two or three pages.
(…)
The net seems to be… Chipping away my capacity for concentration and contemplation. My mind now expects to take in information the way the net distributes it: In a swiftly moving stream of particles. Once i was a scuba diver in the sea of words. Now i zip along the surface like a guy on a jet ski.

Íntegra no Research Digest Blog , com further links.

Ah, sim. No mesmo blog, artigo sobre PCU – Pathological Computer Use que está cada vez mais perto de se tornar oficialmente reconhecido como doença que exige tratamento:

Computer use must be excessive (taking context into account); there must be signs of tolerance (a need to spend more time on a computer or games console to achieve the same level of satisfaction); the computer use must be mood altering; and finally and most importantly, the computer use must have led to problems, for example with relationships.

Ui. Pós-humanos começam a se formar na frente do computador!

——
[+] Joana Coccarelli é jornalista, autora do blog Narghee-La e idealizadora do Coccarelli.art, coletivo de artistas, blogueiros e escritores. Escreve nesta coluna sobre estética, design e moda.

Sem mais artigos