Rodin, exibido em Cannes, passará no Varilux. (Divulgação).

O Varilux de Francês anuncia sua programação e mostra um crescimento, batendo um recorde do número de cidades e sessões em todo o Brasil. A edição de 2017 acontece entre os dias 7 e 21 de junho, em mais de 55 cidades, distribuídas em 21 estados e Distrito Federal.

A programação deste ano é composta por 19 produções inéditas nos cinemas brasileiros, incluindo um documentário e um clássico. Os maiores astros do cinema francês estarão presentes na seleção: o público poderá conferir os mais recentes trabalhos de Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, , , Guillaume Canet, Omar Sy e Cécile de France. Outro destaque é à última atuação da inesquecível , falecida em janeiro último, em Perdidos em Paris.

Este ano, o Varilux investe ainda mais no Nordeste e está presente em oito dos nove estados nordestinos, ocupando também o interior do Pernambuco, com projeções em Triunfo, Arcoverde e Petrolina. No , a pré-estreia do festival acontecerá o dia 6 de junho às 20hs no cinema São Luiz, organizada pela Aliança Francesa junto com o Consulado Geral da França no e a Fundarpe.

Seguindo a tradição de exibir um clássico do cinema francês, o traz a reconhecida comédia-musical Duas Garotas Românticas (“Les Demoiselles de Rochefort”),de Jacques Demy e Agnès Varda, que completa 50 anos em 2017. O longa, com Catherine Deneuve, foi indicado ao Oscar de melhor trilha sonora em 1969.

O festival traz ainda nomes do cinema francês que virão ao Brasil apresentar seus filmes. Até o momento, a delegação conta com os seguintes nomes: Dominique Abel e Fiona Gordon, diretores e atores de Perdidos em Paris (“Paris Pieds Nus”, de 2017), que completam 40 anos de carreira; o rapper e ator Sadek, de Tour de France (2016); a diretora Noémie Saglio e a atriz Camille Cottin, de Tal Mãe, tal Filha (“Telle Mère, telle Fille”, de 2016); e o diretor Olivier Peyon e o ator Ramzy Bedia, de O Filho Uruguaio (“Une Vie Ailleurs”, de 2017). A delegação estará presente na abertura do Festival em São Paulo, dia 7 de junho, e no Rio de Janeiro, no dia 8, assim como em sessões de seus filmes nas duas cidades.

Marion Cotillard tem atuação elogiada em Um Instante de Amor (Divulgação).

Filmes de festivais

O Festival Varilux traz uma boa oportunidade para ver filmes que passaram nos principais festivais de cinema internacionais, como Veneza, Berlim e Cannes, entre outros.

Rodin, de Jacques Doillon, que estreia mundialmente em maio no Festival de Cannes, é um deles. Em Paris de 1880, Auguste Rodin (Vincent Lindon) finalmente recebe, aos 40 anos, sua primeira encomenda do Estado: A Porta do Inferno, obra composta de figuras que farão sua glória, como O Beijo e O Pensador. Ele divide sua vida com Rose, sua companheira, quando conhece a jovem Camille Claudel (Izia Higelin), sua aluna mais talentosa, que rapidamente torna-se sua assistente e, em seguida, sua amante.

Outro longa que vem da seleção principal de Cannes do ano passado é Um Instante de Amor (Mal de Pierres), de Nicole Garcia, que traz Marion Cotillard em elogiada atuação como Gabrielle, jovem cheia de desejo e infeliz em seu casamento arranjado por sua família. Quando ela adoece, é enviada para se tratar em águas termais na Suíça, onde se apaixona pelo militar casado Andre Sauvage (Louis Garrel).

Também na lista de filmes do Festival Varilux, Frantz, de François Ozon, foi selecionado para o festival americano Sundance deste ano, após ter participado do Festival de Toronto e concorrido ao Leão de Ouro no Festival de Veneza. Indicado ao prêmio César – o Oscar francês – em nove categorias, o drama é uma livre adaptação do filme Não Matarás (1932), de Ernest Lubitsch que se passa em uma pequena cidade alemã após a Primeira Guerra Mundial. Outro selecionado para Veneza e integrante da programação é A Vida de uma Mulher (Une Vie), de Stéphane Brizé. No drama de época, Judith Chemla, indicada ao César de melhor atriz pelo papel, interpreta Jeanne, moça ingênua do século 19 que se apaixona pelo o visconde Julien de Lamare (Swann Arlaud), com quem se casa. Com o passar do tempo, ele se mostra infiel, egoísta e sem caráter, e Jeanne perde sua alegria de viver.

Do Festival Internacional de Berlim, a programação do Varilux traz O Reencontro (Sage Femme), de Martin Provost, comédia dramática em que Claire (Catherine Frot), uma parteira que exerce sua profissão com paixão e vive de maneira rígida e disciplinada, de repente tem que conviver com Béatrice (Catherine Deneuve), a extravagante, irresponsável e inconveniente ex-mulher de seu pai.

Além destes, outros cinco filmes na programação do Festival Varilux participaram de festivais internacionais em suas últimas edições. De Cannes: Na Vertical (Rester Vertical), de Alain Guiraudie; Na Cama com Vitória (Victoria), de Justine Triet; e Tour de France, de Rachid DjaïdanI. De Veneza: Coração e Alma (Reparer les Vivants), de Katell Quillévéré. Do Festival de Toronto: Rock’n Roll – Por trás da Fama (Rock’n Roll) de Guillaume Canet .

Veja a programação completa no site do festival.

Sem mais artigos