FERIDAS EXPOSTAS
Mixtape do canadense Abel Tesfaye tira da morosidade o R&B com um disco que exala sensualidade e dor

Por Paulo Floro
Da Revista O Grito!

R&B alternativo? Bem, chega a ser cruel enquadrar o estilo do canadense Abel Tesfaye, que atende pelo nome de The Weeknd. O projeto mistura ambient music, música eletrônica e aquele velho mojo do Rhythm and Blues, com sexualidade á flor da pele, e neste caso em particular, alguma tristeza. Com apenas 20 anos, Tesfaye colocou Drake, Aaliyah e The-Dream nesta sua primeira mixtape, que fará parte de uma trilogia, que ainda terá os já anunciados Thusrday e Echoes Of Silence.

O disco é formado a partir de samplers, como “Happy House”, dos Siouxie and The Banshees e “Master Of None”, dos Beach House. A esses pedaços de melodias, ele se uniu ao grupo How To Dress Well, elogiado novo grupo canadense e Frank Ocean, do coletivo Odd Future (do qual faz parte Tyler, The Creator). Neste primeiro trabalho fica evidente uma sensualidade latente e uma ode à sedução do sexo oposto. É curioso que um artista independente consiga aproveitar tão bem uma característica básica do gênero, o que acaba sendo uma homenagem e um serviço – difícil algum outro disco de R&B esse ano trazer tantas novidades.
_
Baixe o disco House Of Balloons gratuitamente

Além do sexo, The Weeknd trabalha bem um triste fim de festa, com muita melancolia e auto-indulgência.O trabalho consegue ir da sexualidade à flor da pele para um clima mais soturno e por vezes triste. É só ouvir “Loft Music” e “Coming Down”, mais perto do final do álbum. Uma declaração de amor frustrada, uma saudade cantada, difícil saber a que se destina esse House Of Balloon, mas o disco tem despertado diferentes reações em seus ouvintes.

Muitos comparam o canadense a um estágio superior do que foi apresentado por R. Kelly e D’Angelo. Num olhar mais pessimista, acabam realizando o quanto o gênero estava estacionado durante tantos anos. Um disco conceitual como esse nunca tinha sido tão bem explorado no estilo e se arriscando num território ainda pouco explorado, o The Weeknd apontou um caminho ainda obscuro. Até então, artistas de R&B sempre tiveram uma grande indústria e gravadoras como parte do esquema para se promoverem.

Escute
The Weeknd “Wicked Games”
The Weeknd “Rolling Stone” (inédita, presente no próximo disco Thursday)

Abel Tesfaye contou apenas com bons amigos e a internet. No final de 2010, ele colocou três músicas para download. Depois, conseguiu ajuda do rapper Drake, seu conterrâneo mais famoso. No final de março, colocou o disco para download gratuito em seu site, e a partir daí vem recebendo críticas positivas em diversos veículos especializados. Na sua quixotesca ascenção indie, blogueiros e coletivos de arte tem se empenhado em promovê-lo. O High Five Collective criou o clipe para a música “The Morning”, com produção que impressiona – e que levantou dúvidas de que se tratava mesmo se algo espontâneo.

Para uma mixtape, House Of Balloons se firma como um álbum de verdade. Melhor dizendo, um manifesto, de como o gênero tão rico ainda pode ser melhor explorado. E é também a revelação de um artista e seu desejo de escancarar o que sente.

THE WEEKND
House Of Balloons
[Independente, 2011]

NOTA: 9,0
[Recomendado]

Latest tracks by The_Weeknd

Sem mais artigos