paisagens

O Museu da Cidade do Recife, no Forte das Cinco Pontas, abre suas portas para a mostra Paisagens. Composta por 22 fotografias da artista visual francesa , a exposição é baseada no livro homônimo, lançado em março deste ano no MCR, e que reúne imagens captadas no nordeste brasileiro desde o início dos anos 2000, quando a fotógrafa veio morar definitivamente no país. A mostra pode ser conferida das 9h às 17h, a partir deste sábado (14), com entrada franca, até o dia 28 de agosto.

Os registros, que retratam texturas naturais, marcas da passagem do tempo no homem e na natureza, foram impressos em papel de tela de algodão em variados tamanhos e divididos em quatro ambientes: cinza de cana queimada, cana queimada inteira, cabelos e sala de projeção de imagens (serão projetadas todas as fotos do livro e mais 50 extras) com paisagem sonora – a captação de sons foi feita por Saluá Oliveira, durante as viagens de Dominique pela região.

A poeta pernambucana Maria Alice Amorim também acompanhou a fotógrafa na feitura de algumas imagens, as mais recentes, em busca de inspiração para a concepção do poema “Pays Sage”, que recorta todo o livro e agora estará disposto para leitura na mostra. Com essas imagens de plantações de cana de açúcar, Paisagens dialoga com a exposição anual, Doc(e) Recife, em cartaz no Museu, e que aborda a história do município através da trajetória do açúcar e seu impacto na vida política, econômica, social e cultural da cidade.

No Museu estará disponível para venda o livro Paisagens. Com 84 páginas, ele reúne 96 fotos da artista realizadas desde seus primeiros carnavais olindenses, em 1997, até material exclusivo feito na Chapada Diamantina, em 2015, especialmente para o projeto, abrangendo também cidades como Petrolina, Recife, Ipojuca e Seridó.

domin2

domin

Sem mais artigos