Cena de Dançando No Escuro, com Björk, de Lars Von Trier. (Divulgação).

Cena de Dançando No Escuro, com Björk, de . (Divulgação).

O Cinema da Fundação, do Recife, estreia nesta semana uma mostra comemorativa da distribuidora Imovision, que completa 25 anos.

Fundada pelo franco-brasileiro Jean Thomas Bernardidni, a Imovision é uma das distribuidoras mais conhecidas entre salas dedicadas ao cinema mais autoral e independente, fora do circuito do mercadão comercial. Serão duas mostras na Fundaj, uma que celebra o passado, a partir de quinta-feira e outra que adianta novos filmes que entrarão em cartaz nos próximos meses (na semana de 28 de Agosto a 3 de Setembro) .

A relação da Imovision com o Cinema da Fundação começou em maio de 1998, quando foi exibido BENT, filme de San Mathias.

Esta semana serão 7 filmes projetados em cópias 35mm escolhidos por críticos e curadores de todo o Brasil. São três Palmas de Ouro em Cannes, Amor e A Fita Branca, de , e Dançando no Escuro, de Lars Von Trier; um dos filmes brasileiros mais premiados da última década, o pernambucano Cinema Aspirinas e Urubus, de , além do clássico de Wong Kar Wai, Amor à Flor da Pele.

Quinta-feira, 14/08
18h – A SEPARAÇÃO de Asghar Farhadi
20h20 – VINCERE de Marco Bellocchio

Sexta-feira, 15/08
17h30 – AMOR À FLOR DA PELE de Wong Kar-Wai

Sábado, 16/08
16h20 – CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS de Marcelo Gomes

Domingo, 17/08
16h – DANÇANDO NO ESCURO de Lars von Trier

Terça, 19/08
20h – A FITA BRANCA de Michael Haneke

Quarta, 20/08
18h20 – AMOR, de Michael Haneke

Sem mais artigos