Volta ao passado
A Segunda Grande Guerra foi um período difícil para quem foi ao front e para quem ficou em terra firme ouvindo toques de recolher e notícias pelo noticiário radiofônico da época. É em torno essa tentativa de viver normalmente enquanto as sirenes e alertas de bombardeio tocam que a escritora galesa Sarah Waters constrói seu mais novo romance Estranha Presença. A narrativa acompanha, durante 200 páginas, o médico Faraday que frequenta a mansão da família Ayres, em que sua mãe trabalhou enquanto era criança. O livro transporta o leitor para uma outra época muito mais tranquila, lenta e contemplativa.
ESTRANHA PRESENÇA
Sarah Waters
[Record, R$ 57,90, 448 págs.]

Ainda o antigo sentimento, o amor
O amor continua sendo tema bola da vez. Principalmente na atualidade de contatos pausterizados pelo branding fornecido pela web. A bem da verdade, tudo está cada vez mais distante. E é sobre essa nova realidade dos relacionamentos que fala a psicanalista paulista Betty Milan. Ela reúne em três volumes, O Sexophuro, A Paixão de Lia e O Amante Brasileiro – todos em segunda edição, agora, reúnidos – as principais agruras do coração com personagens que vagueiam pelo tema da distância da pessoa amada, o fim da vida conjugal e as experiências de comunhão total em duas almas.
A TRILOGIA DO AMOR
Betty Milan
[Record, R$ 37,90, 240 págs]

História da música
Uma das poucas vertentes musicias que merece tanta reverberação é a música brasileira, em especial a MPB. O assunto rende tanto que o jornalista Ruy Godinho lança a segunda edição do Então,foi assim – Os bastidores da criação musical brasileira. Nas páginas vemos a narrativa do nascimento de letras e melodias como “Tocando em Frente, “Jardim de Fantasia”, entre outras. O livro é resultado de pesquisa iniciada em 1997, quando Ruy Godinho produzia o programa Estação Brasil, na Rádio Cultura.
ENTÃO FOI ASSIM
Ruy Godinho
[Abrivideo, R$ 34,00]

Sem mais artigos