Após um período turbulento na vida pessoal, cantora australiana lança novo trabalho seguindo a linha ‘mais do mesmo’

kylie-minogue.jpg

KYLIE MINOGUE
X
[EMI, 2007]

Kylie Minogue - XOs últimos tempos não foram fáceis para a cantora australiana Kylie Minogue. Além de ter enfrentado um câncer de mama que a obrigou a se afastar dos palcos, ela ainda passou pelo término de seu relacionamento com o ator francês Olivier Martinez. Porém, como no mundo da música pop tudo é possível, e de um dinamismo inacreditável, os dramas foram superados e a artista volta à ativa com X , seu novo álbum.

Diferentemente do que os fãs estavam esperando, o disco não trata das dores de Kylie – a exceção é aberta na faixa “Cosmic” – balada escrita quando ela já estava se recuperando da doença e decidiu enumerar uma lista de “coisas reais e metafóricas” que ainda lhe restavam para fazer na vida. O resultado é um CD onde está imprenso a marca da artista em detalhes como o vocal gélido e robótico e os arranjos eficientes.

A melhor faixa de X é a vibrante “In My Arms”, electro que já é séria candidata a hit. Em “All I See”, Kylie tenta mostrar uma outra faceta enveredando pela seara do R&B, porém o resultado não é dos melhores. Com X, Kylie Minogue não traz nenhuma reviravolta artística, entretanto o disco cumpre bem o papel de divertir e mostra o que ela sabe fazer de melhor: embalar as pistas de dança. [Gilberto Tenório]

NOTA: 7,0

Sem mais artigos