Equipe do FINCAR (Foto Tiago Calazans).

Equipe do (Foto Tiago Calazans).

O Festival Internacional de Cinema de Realizadoras (FINCAR) tem sua primeira edição no Recife entre os dias 6 e 9 de julho. Serão exibidos cerca de 30 produções de 19 países.

Os filmes serão exibidos no Cinema São Luiz, Paço do Frevo e a sede da Aliança Francesa no Recife. ​”​O FINCAR surge em torno do debate sobre a mulher e o cinema​,​ e sua primeira edição acontece dentro do cenário político de perdas de direitos e avanço do conservadorismo no Brasil. Assim, foi se revelando o conceito central da curadoria este ano: Resistência. Corpos femininos em resistência de ser, olhar e lutar​”​, conta Maria Cardozo, diretora artística e curadora do festival. “Os filmes trazem na sua maneira diferentes formas de resistir. Seja de forma urgente, performática, documental, experimental, evocando memórias ou construindo personagens femininas complexas. Ocuparemos um cinema de rua com curtas, médias e longas-metragens feito por realizadoras”, continua.

Os filmes selecionados para os quatro dias de festival são The Arcadian Girl (CAN), de Gabirelle Provost; The Internacional (ARG), de Tatiana Mazú; Outside (BRA), de Letícia Bina; Kbela (BRA), de Yasmin Thayná; Retratos de Identificação (BRA), de Anita Leandro; A Realidade não é Impossível (AUS), de Brigit Sholin; Mulher na Lua (POL), de Kasia Prus; Quiet Mujo (BIH), de Ursula Meier; Olia (PRY), de Tania Cattebeke; Besieged Bread (SIR), de Soudade Kaadan; A Febre (FRA/MAR), de Safia Benhaim; Catatumbarí (VEN), de Oriana Contreras; Extraterrestre (MEX), de Victoria Karmín; Exília (BRA), de Renata Claus; Série A Mulher e a Terra (GBR), de Rosanna Wan; Quem matou Eloah? (BRA), de Lívia Perez; Taego Awa (BRA), de Marcela e Henrique Borela; Mães (FRA), de Maïmouna Doucouré; Irmã Oyo (COG), de Monique Mbeka Phoba; Raízes (UGA), de Mukundwa Katuliiba; Nossa Estrangeira (BFA), de Sarah Bouyain; Halahaches (CHI), de Alejandra Jaramillo; Entre Andares (BRA), Aline van der Linden e Marina Maciel; Dias de Saudável Alegria (CUB), de Claudia Muñiz Pérez; Corpo Estrangeiro (POL), Marta Magnuska; Meio Fio (BRA), Denise Vieira; A Mulher dos Cães (ARG), Laura Citarella e Verónica Llinás.

https://vimeo.com/158494122

As sessões do festival serão no ​​Cinema São Luiz, no Centro do Recife,​ sempre a partir das 18h. A entrada custa R$ 3. Mais informações no site.

Capa fincar

Sem mais artigos