Aguardado no calendário de eventos fixos na cidade, o Festival de Circo do Brasil aporta mais uma vez na cidade, desta vez com o tema “A diversão vai quebrar a sua rotina”, explorando a diversificação da arte circense, que vai além das técnicas tradicionais do circo, e aproximando-se de outras linguagens e expressões artísticas.

A abertura será realizada no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu na próxima quinta-feira (1/11), às 21h, com o grupo espanhol Ateneu Popular de 9 Barris, com o espetáculo “Maravillas”.

Durante os quatro dias, o público vai ter a oportunidade de conhecer grandes atrações do circo contemporâneo nacional e internacional. Essa variedade também atinge a origem das atrações (Dinamarca, Itália, Espanha, França, Suíça, Alemanha e Brasil). A grande novidade da vez é a mudança da base do Festival, antes localizada na Praça do Arsenal da Marinha. Nesse ano, a maioria das apresentações será realizada no Parque Dona Lindu.

Dani Hoover, coordenadora executiva do projeto, conta que o evento cresceu e precisou inovar. “Pelo tamanho do parque, conseguiremos nos comunicar melhor com a quantidade de pessoas que costumamos reunir, além de agregar novos públicos. Fora isso, o Dona Lindu, pelo seu formato e estrutura oferece mais possibilidades de intervenção aos artistas”, explica.

Seguindo o formato democrático das edições anteriores, o Festival de Circo 2012, também circulará por outros pontos da Região Metropolitana. Serão utilizados teatros, praças e ruas do Recife. Os espetáculos do Festival de Circo são gratuitos, com exceção dos que ocorrerem nos teatros, que custarão R$ 20 e R$ 10, inteira e meia, respectivamente.

Um dos destaques do festival é a apresentação “Kalabazi” da artista suíça Jessica Arpin, que conta a história de uma jovem estrangeira que se apaixona pelo país em que está. O seu visto de trabalho está quase expirando, então ela só tem uma solução para não precisar ir embora: se casar. Mas não pode ser com qualquer um. Dessa forma, ela organiza um “desafio de amor” para descobrir quem, entre as pessoas da plateia, seria capaz de se tornar seu marido. Homens escolhidos na hora terão que passar por vários desafios para se mostrarem aptos. Depois ela passará a seduzi-los desenvolvendo acrobacias na sua fiel bicicleta amarela. Mas será graças ao teste final, secreto, que o vencedor será descoberto.

Da Dinamarca vem Paolo Nani Teater, com o seu “A Carta”, clássico da comédia criada em 1992 pelo próprio Paolo Nani, que repete a mesma história, recriando-a de 15 maneiras completamente diferentes: rebobinagem, de surpresa, sem as mãos, de terror, de circo, com magia, bêbado, em estilo ocidental, como um filme mudo, etc. Todas as variações têm duas coisas em comum: elas nunca dizem uma palavra e o resultado é muito engraçado.

Entre as atrações nacionais estão Rapha Santacruz, que vem de Caruaru, e vai mostrar no festival o seu “AbraCASAbra!”, que conta como seria se fosse possível colocar literalmente um toque de magia no atribulado cotidiano das grandes metrópoles, mesclando a arte do ilusionismo com pitadas de humor. Também de Pernambuco, a companhia Caravana Tapioca traz dois espetáculos para o FCB: “Cavaco e sua Pulga Adestrada” e “O Circo de Lampezão e Maria Botina”. O primeiro conta as peripécias do clown Cavaco e uma pulga que chega de paraquedas, doma uma fera, cospe fogo e demonstra outras habilidades. O segundo mostra a história de um casal anônimo que viveu no Sertão: Maria Botina, que em sua solidão da seca, sonha em ser levada por um cangaceiro, e Lampezão, um vaqueiro que finge ser valente para impressioná-la. Em meio a muitas trapalhadas nessa conquista, os dois fazem malabarismos com baldes, número de chicotes, mágicas e demais técnicas circenses.

Muitas outras companhias prometem divertir o público, cada um à sua maneira, como os grupos estrangeiros Giullari Teatro (Itália), DJuggledy (Alemanha), Encara Farem Salat – EFS (Catalunha-Espanha), David Berga & Laitrum (Catalunha-Espanha) e Morosof (Espanha). Além dos nacionais Circo Strada (RJ), o Grupo Ueba Produtos Notáveis (Caxias do Sul-RS), Barracão Teatro (Campinas-SP) e A Bandinha (Recife-PE). O Festival de Circo é entretenimento garantido para toda a família.

Festival de Circo do Brasil 2012 – A diversão vai quebrar a sua rotina
01 a 04 de novembro, Recife, Pernambuco
Os espetáculos são gratuitos, exceto os que ocorrerem nos teatros. Os ingressos custarão R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Sem mais artigos