Cena de "Mãe Só Há Uma", com Matheus Nachtergaele, dirigido por Anna Muylaert. (Divulgação).

Cena de “Mãe Só Há Uma”, com Matheus Nachtergaele, dirigido por Anna Muylaert. (Divulgação).

O Festival de Berlim divulgou a programação da edição deste ano. Três filmes brasileiros, entre eles o novo de Anna Muylaert, Mãe Só Há Uma, estarão presentes. Há ainda duas produções da produtora RT Features, de Rodrigo Teixeira, que foram gravadas no exterior.

Foram selecionados para a Mostra Panorama Antes O Tempo Não Acabava, de Fábio Baldo e Sérgio Andrade; Curumim, de Marcos Prado e o já citado Mãe Só Há Uma. Ao todo 51 produções de 33 países estarão na Berlinale, que vai de 11 a 21 de fevereiro de 2016.

A mostra Panorama escolhe o melhor filme do festival através de voto popular – em 2015, Que Horas Ela Volta?, foi o vencedor. Já o Urso de Ouro é entregue ao melhor longa através de um júri que, este ano, será presidido por Meryl Streep.

O novo longa de Anna Muylaert conta a história de um adolescente transgênero que busca sua mãe biológica após sua mãe de criação ter sido presa. O orçamento foi de apenas R$ 8 mil. A diretora disse ao Adoro Cinema que não espera com esse filme atingir o mesmo sucesso de Que Horas Ela Volta?. “Este filme não vai agradar um público tão grande, é um filme mais fechado. Ele é mais ousado, o menino é transgênero, então o tema é mais jovem, mais porrada!”, disse.

Duas produções da RT Features, produzidos fora do País, estão presentes na lista: Indignation, de James Schamus e Little Men, de Ira Sachs. Os longas são produzidos pelo produtor Rodrigo Teixeira, que produziu outros filmes internacionais, como Frances Ha (de Noah Baumbach) e Love (de Gaspar Noé).

Indignation é estreia na direção de James Schamus, que já foi indicado ao Oscar por O Segredo de Brokeback Mountain (produção) e O Tigre e o Dragão (roteiro), e LITTLE MEN é dirigido por Ira Sachs (O Amor é Estranho) e tem roteiro do brasileiro Maurício Zacharias (O Amor é Estranho, Madame Satã).

“A sensação de ter dois filmes na Mostra Panorama do Festival de Berlim é incrível! Gosto muito do festival e não vejo a hora de voltar. Todos os nossos filmes que passaram lá em anos passados tiveram recepções muito calorosas (apesar do frio!), o público é muito especial. 2016 não podia começar melhor, dois ótimos filmes nossos em Sundance e Berlim. Estou ansioso para saber qual vai ser a reação do público”, disse Teixeira em nota.

Os dois filmes farão sua première mundial no Sundance Film Festival que acontece entre 21 a 31 de janeiro de 2016 e ainda não têm previsão de estreia no Brasil.

Mais berlin

Entre os filmes selecionados estarão presentes o longa Ave, César, dos irmãos Joel e Ethan Coen, com George Clooney, que abre o festival como hors concours; Saint Amour, de Benoît Delépine e Gustave Kerven; Des Nouvelles de la Planète Mars, de Dominik Moll e Mahana, de Lee Tamahori, todos fora de competição. Spike Lee traz o seu novo Chi-Raq, com Samuel L. Jackson e Jennifer Hudson.

Na seleção oficial estão presentes 24 Wochen (Alemanha), Soy Nero, de Rafi Pitts (Alemanha e México), o português Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira, Hele Sa Hiwagang Hapis, do tailandês Lav Diaz e Zero Days, de Alex Gigney, entre outros. Veja a lista completa no site do festival.

Sem mais artigos