O rapper pernambucano Diomedes Chinaski apresenta o controverso título da mixtape que acaba de lançar, Comunista Rico. O trabalho será apresentado pela primeira vez no Recife neste sábado (29), no Quintal da Boa Vista, às 22h, com as participações especiais dos paulistas Don L e Bivolt, que também faz show na noite, além de Zaca de Chagas.

No show do rapper, que ganhou notoriedade no cenário do Hip Hop nacional depois da polêmica cypher “Suicídio”, em parceria com o baiano Baco Exu do Blues, também haverá apresentações das minas do 808 Crew, o coletivo de DJs da 9k, DJ Brisa, Mr. Dagga e o MC Bruninho da ZN, conterrâneo do artista, que é natural da cidade de Paulista. Os ingressos antecipados custam $20 (Sympla) ou no Pátio Criativo, localizado no Pátio de São Pedro, bairro de São José.

Diomedes convidou para o palco dois artistas que também fazem participação na mixtape Comunista Rico, nome que faz referência a um trecho da música “Aquela fé” de Don L. O MC divide os vocais com Diomedes na faixa “Camisa 10”, um dos hits da mixtape que ganhou um vídeo clipe assinado pela Balcão Filmes (SP) e produzido no Estado, onde Diomedes tem passado a maior parte do tempo.

“Jovem negro rei” é a música que conta com a parceria do MC Zaca de Chagas, integrante do grupo Chave Mestra, onde Diomedes iniciou sua carreira. Já a paulista Bivolt, acabou de fazer parceria com o músico na canção “Olhos negros”, lançado pelo Rap Box, e que toca pela primeira vez no Recife.

O Quintal da Boa Vista fica na Rua Afonso Pena, 45, ao lado da Unicap.

 

Sem mais artigos