Elza Soares, um dos maiores nomes da música brasileira, anunciou seu novo disco de inéditas, Deus é Mulher. Ela está em estúdio preparando seu 33º álbum. O disco, que está sendo gravado entre os estúdios Red Bull (São Paulo) e Tambor (Rio de Janeiro), tem previsão de lançamento para abril desse ano.

Após 21 anos lançando seus trabalhos de forma independente, esse marca o início da parceria com a Deck, com quem acaba de assinar contrato. Seu último trabalho, A Mulher do Fim do Mundo, foi lançado em 2015 e foi eleito o melhor do ano em nossa lista anual. O álbum também ganhou uma edição de remixes no ano passado.

O nome escolhido para o novo disco, Deus É Mulher, reflete a temática polêmica e engajada das músicas. O título também traz a ideia de sucessão de A Mulher do Fim do Mundo, onde Elza denunciava uma forma de pensamento ainda arcaico, propondo o fim de uma era essencialmente machista e preconceituosa. O novo trabalho sugere o nascimento de uma nova era, conduzida pela energia feminina.

Para a concepção desse disco, o diretor artístico Romulo Fróes e o produtor musical Guilherme Kastrup reuniram um grande núcleo criativo, com arranjadores e músicos. Entre eles o seu fiel time da vanguarda paulistana: Marcelo Cabral (baixo e Bass Synth), Rodrigo Campos (cavaquinho e guitarra), Kiko Dinucci (guitarra, sintetizador e sampler). Reforçando a presença feminina no novo álbum, o time ainda conta com Mariá Portugal (bateria, percussão e MPC) e Maria Beraldo (clarinete e clarone).

Ainda não há previsão de lançamento. Veja o clipe de “A Mulher do Fim do Mundo”.

Sem mais artigos