Foto: Divulgação

Atualizado às 22h39

O rapper Emicida foi detido neste domingo (13), em Belo Horizonte por um suposto desacato à autoridade depois de cantar a música “Dedo na Ferida”. No Twitter, o músico falou sobre a prisão: “Fui preso por desacato a autoridade após o show em BH por causa da música Dedo na Ferida”, postou.

Ele foi liberado por volta das 22h30. “Acabo de ser liberado. Desacato de autoridade, por cantar uma música. Obrigado pelo apoio, essa semana emitiremos uma nota”, disse no Twitter.

O show gratuito aconteceu no festival Palco Hip Hop, que aconteceu na região de Barreiros, em Belo Horizonte. A prisão causou muita repercussão no Twitter. “Parece piada, mas não é. @emicida preso no dia 13 de maio! Bem vindo ao Brasil colonial!”, disse o usuário @pretozeze. O Dj Nyack postou: “A situação real no pais é essa mesmo. #DedoNaferida cada um luta com as armas que tem, e isso incomoda de verdade”. Já a cantora Gaby Amarantos, que participou do clipe recente do rapper disse: “Estou indignada com essa situação com Leandro @emicida que isso Brasil? Estamos retrocedendo?”.

O coletivo LabFantasma, que organizou os últimos lançamentos de Emicida confirmou a prisão do rapper e disse que ele foi encaminhado para uma delegacia de Belo Horizonte. As hashtags #DedoNaFerida e #LiberdadeNaFerida chegaram aos Trending Topics do Twitter no Brasil na noite do domingo. A música “Dedo na Ferida” trata de repressão e é uma crítica à polícia. A letra é uma referência à tragédia de Pinheirinho, comunidade que sofreu uma intervenção policial durante uma desapropriação.

Diz a letra: “De violência / sob coturnos de quem dita decência / Homens de farda são maus / era do caos / Frios como halls, engatilha e plau! / Carniceiros ganham prêmios na terra onde bebês respiram gás lacrimogêneo”. Veja abaixo o clipe da música. [Fernando de Albuquerque, no Recife]

Sem mais artigos