Disco de estreia do Cymbals Eat Guitars reforça originalidade para o drama

Quando surgiu, o Cymbals Eat Guitars revitalizou aquele sentimento adolescente que fez o sucesso do Manic Street Preachers, ainda que a sonoridade das duas bandas não sejam exatamente ligadas. Lançado originalmente de forma independente, o disco ganhou boa repercussão e chamou atenção para o vocal de Joseph D’Agostino, bem como suas letras carregadas de drama.

Ainda chamaram atenção pelas músicas longas, de seis, oito minutos, a exemplo de “…And The Hazy Sea”, o que denota ainda mais o gosto pela teatralidade do grupo. É uma proposta diferente para o indie rock, e por isso o impacto gerado foi grande dentro do circuito independente. Com um instrumental caprichado, faixas como “Living North” ainda se destacam deste disco. [Paulo Floro]

CYMBALS EAT GUITARS
Why There Are Mountains
[Sister’s Den Records, 2009]

NOTA: 8,0

Sem mais artigos