Festival aconteceu na Torre Malakoff e teve curadoria do Rock na Calçada

No último sábado (30) aconteceu o Big Dia da Música, que é o maior festival de música em rede do Brasil. Nele, músicos novos e consagrados recebem a oportunidade de mostrar a sua música em centenas de shows espalhados por 54 cidades e 22 estados brasileiros. No Recife, um dos pontos de encontro foi a Torre Malakoff, onde teve a direção cultural feita pela equipe do Rock Na Calçada (RNC). A inspiração do BDDM vem do A Fetê de la Musique, evento francês que acontece há 37 anos e reúne músicos profissionais e amadores para celebrar os bons ritmos e o solstício de verão.

Du Lopes, produtor geral do RNC, conta que esse é o terceiro ano produzindo o dia da música no Recife e que o evento tem o mesmo ideal que ele já vem fomentando nos últimos anos. “Somos referência no que se trata de novas produções e o dia da música também se propõe a isso. A movimentação do público foi bem bacana. Apesar do nosso projeto já ter um público bem cativo, essa edição está nos dando a oportunidade de abranger outros públicos que não conhecem tanto a cena independente”.

Nesta edição se apresentaram os artistas Carol Ribeiro (PE), Coxas D’Amélia (PE), Atroça (PE), Sea of Monsters (PB), Meiofree (PB), Fernandes (PE), Lucas Torres (PE), Will2kill (PE), Madalena Moog (PB) e Romero Ferro (PE).

Lucas Tores, revelação da cena local, foi um dos destaques. (Foto: Qorpo Musical).

Fernandes, um dos novos nomes em ascensão na cena Pernambucana participa pelo segundo ano consecutivo e trouxe como novidade o show do seu primeiro disco chamado Bonanza. segundo ele, tudo estava muito alinhado: Equipe, produção, bandas e público. A vontade das pessoas de buscar pela música autoral também faz a diferença para evento como esse. “Todos estavam de peito aberto pra tocar e se divertir. Eventos com esse perfil permite conectar mais as pessoas a fomentar a cadeia produtiva da música no país. O festival tem esse link de ocupar espaços e de ter uma temática contemporânea. Primamos por levar o show com o conceito do Bonanza. Com música autoral e muita troca de afeto. Importante pontuar essas relações nesses tempos atuais.

Outros destaques foram os paraibanos da MeioFree, que trouxeram um show bem enérgico, com discurso político e fazendo homenagens a Jorge Ben Jor. Também chamou a atenção a banda Atroça, com seus metais encorpando e dando intensa vibração ao repertório e Romero Ferro, com uma nova formação – onde ele se apresenta acompanhado de guitarra, teclado e sintetizador – e apresentando seu novo trabalho que ainda será lançado.

O Rock Na Calçada retorna em Outubro para sua 24ª edição.

O músico Fernandes. (Corpo Musical/Divulgação).

O público na Torre Malakoff. ( Qorpo Musical/Divulgação).

Sem mais artigos