PAISAGENS DO DESERTO
Americanos continuam surpreendentes em novo disco
Por Lidiana de Morais

O deserto do Arizona e a cidade de Tucson devem ter sido duas fontes inspiradoras para o Calexico em seu novo trabalho, Carried by Dust. São quinze canções que mantém a sonoridade enraizada na cultura latina, já característica da discografia da banda e que também vem dominando os Estados Unidos, muito além das cidades que fazem fronteira com o México. Na verdade, a própria cidade de Calexico, em Los Angeles é um desses lugares que emanam latinidade.

A banda americana formada por dois integrantes principais, Joey Burns e John Conbertino, tem como principal mérito musical, conseguir integrar os aspectos da cultura indie estadunidense, com os elementos que vem da parte debaixo do mapa, sem que esta mistura soe estereotipada. Uma das melhores canções do disco, “Slowness”, mesmo cantada em inglês, remete a um sarau a céu aberto em uma das cidades históricas da América Latina, seja no México, Chile, Venezuela ou até Brasil. É difícil não se deixar levar pela melodia que emana as palavras “Although we couldn’t see a thing that night, the stars with their slowness, took us by surprise”.

O trabalho musical de artistas que seguem a tendência criativa do Calexico, demonstra uma preocupação que transcende o aspecto da música como uma forma de lazer e entretenimento. Estes músicos têm um cuidado com sua criações que atinge um panorama muito mais amplo de possibilidades que a música pode alcançar. Um exemplo é a canção de abertura de Carried by Dust,, “Victor Jara’s hands”. Para quem não sabe, Jara foi um diretor de teatro, músico, poeta, professor e ativista político que desempenhou um papel fundamental na criação de um “novo cancioneiro chileno”, formado por músicos que seguiam um estilo neo-folk, no fim dos anos 60. Este comportamento levou a uma revolução durante o governo Salvador Allende. A fama de rebelde fez com que Jara fosse preso, torturado e depois fuzilado. Com o tempo, sua imagem tornou-se uma influência na música, não apenas para o grupo do Arizona, mas também para aqueles que acreditam que através de canções é possível criar coragem para tomar atitudes tão necessárias contra um governo opressor e corrupto.

Além do contexto histórico relembrado por Burns e Conbertino, o Calexico também chamou participações especiais para este sexto álbum, como Sam Beam, responsável pelo Iron and Wine, Douglas McCombs do Tortoise e Pieta Brown. As colaborações servem para enriquecer as canções, adicionando um tom mais lúdico que desperta a fascinação do ouvinte em faixas como “Inspiracion” e “House of Valparaiso”.

Carried By Dust seria uma grande trilha sonora para os filmes de mocinhos e bandidos, que vinham sendo retomados por Hollywood, através de diretores como Robert Rodriguez. A batida particular da música latina está presente ao longo de todo disco, assim como os instrumentos a la mariachis. E quando os últimos segundos de “Contention City” se aproximam e o som pára, perdura a vontade de desbravar terras desconhecidas e comer poeira assim como as antigas civilizações fizeram.

NOTA: 8.5

Sem mais artigos