UM ANO

É um ano. 365 dias em que nunca deixamos a peteca cair. Alguns podem pensar que é pouco. Mas não. Aqui a gente já falou de quase tudo. De Hillary e Obama, porque estamos muito longe do puro alienismo, à Britney. Falamos do malfadismo cult de Bretch até o rock despretensioso dos meninos do NRK. Aqui fizemos grandes apostas que deram certo e detratamos aquilo que julgamos sem qualidade, que é menor e cuja pretensão supera competência.

E nesse um ano a gente também não só falou, mas foi falado. Fomos festejados, elogiados, criticados, almadiçoados, abençoados, adorados, comparados, valorizados…E longe da burrice de qualquer unanimidade passamos muito longe da indiferença. Glória! E o número de acessos e visitas comprovam isso.

Uma coisa é certa: O Grito! não é sabonete, com fórmula fixa e uma máquina para produzir o que manda a receita. Sempre haverá uma próxima edição para exercitamos aquilo que fazemos melhor: cavar, prospectar nomes, achar talentos. E essa é nossa premissa de uma eterna busca pela pluralidade. Pela novidade. Por mostrar aquilo que merece ser visto e também exibir o que não presta, para que assim não sigam o exemplo.

E tenham a plena certeza que esta equipe da revista está, sempre, empenhada todas as semanas para fazer uma revista melhor que a outra. O cuidado vai da escolha dos temas, passa pela definição da melhor abordagem, inclui o preciosismo no texto, a produção para prospectar a melhor foto e a criação do leioute. E o resultado é que O Grito! reflete discussões na mesa de bar, nas festinhas, no cafezinho e também promove discussões com seus temas ora espinhosos, ora divertidos, ora picantes.

E como reflexo de nosso empenho essa edição de número 45 é pra lá de comemorativa. Na capa a revista traz uma série de nomes que são nossas principais apostas para o próximo ano. Artistas, de setores diversos, que acreditamos ter um trabalho bem consolidado, mas ainda pouco aproveitado pelo mercado em que cada um atua. São 50 nomes. 50 apostas. 50 sentimentos de positividade.

O leitor também encontra quatro matérias especiais sobre ilustrações de Paulinho do Amparo, metal experimental e pop autoral. Todas as matérias procuram traçar uma grande radiografia dessas cenas. Os colunistas também preparam especiais. Cada um no seu setor quer mostrar o que sabem e fazer escola. Exibindo o que de melhor está em voga!

O Grito! também disponibiliza uma coletânea virtual, lançada no último sábado, com 16 faixas para todos realizarem download.

Bem, boa leitura e até a próxima edição!
Os editores

Confira as fotos do aniversário do Grito no Cortiço no Sweet Fanny Adams e do Chambaril

Sweet Fanny Adams

Chambaril

[+] VEJA AQUI O ÍNDICA DA EDIÇÃO 45

Sem mais artigos