COBERTURA COQUETEL MOLOTOV 2010

Pelo sexto ano con­se­cu­tivo, o fes­ti­val No Ar Coquetel Molotov rea­li­zou sua edi­ção no Recife, desta vez vol­tando ao Teatro da UFPE, local onde ocor­reu as qua­tro pri­mei­ras edi­ções. Entre as atra­ções deste ano, se des­taca uma ten­dên­cia de ecle­tismo por parte da esca­la­ção que vem se fir­mando na sua voca­ção de enxer­gar artis­tas a ponto de estou­ra­rem no cir­cuito pop. Nisso, foi bem acer­tada a esca­la­ção de Otto, músico que foi vem sendo bem elo­gi­ado após o lan­ça­mento de seu disco Certa Manhã, Acordei de Sonhos Intranquilos, ano passado. Na pro­posta de tra­zer nomes novos do pop mun­dial, des­ta­que para a vinda dos sue­cos Miike Snow, famo­sos no mundo após o disco homô­nimo em que mis­tu­ram rock e ele­trô­nica. Realizado entre os dias 24 e 25 de setem­bro, o No Ar ainda mos­trou o Hip Hop de Emicida, o pop sueco do Taken By Trees, Taxi Taxi! e a lenda do rock Dinosaur Jr. A Revista O Grito! acom­pa­nhou o fes­ti­val nos dois dias.

Cobertura No Ar Coquetel Molotov 2010 | Primeiro Dia
Cobertura Coquetel Molotov | Segundo dia
Interpol e Klaxons
Trecho: No Buraco com Tony Bellotto
Artigo: Como a tecnologia está tornando a censura irrelevante
Iara Lima: A Radical Chic e a minha alma Feminina
+ Música: Mark Ronson, Deerhunter e Pato Fu
Bukowski: Ao Sul de Lugar Nenhum
Desvendando Cartier-Bresson
Comer Rezar Amar

Sem mais artigos