Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Trans

Ilustradora trans lança livro autobiográfico em quadrinhos

Pequenas Felicidades Trans é um projeto autobiográfico da quadrinista e ilustradora Alice Pereira, que transporta para os quadrinhos a vida de uma mulher trans, em especial o processo de transição vivenciado pela artista. 

O projeto, que começou nas redes sociais, foi lançado em 2019 por meio de financiamento coletivo, ultrapassando a meta inicial. O livro surgiu a partir de um diário, que Alice transformou em quadrinhos pensando no público cis (quem não é transgênero).

Eu estava numa fase em que as pessoas estavam me conhecendo, eu já tinha me revelado para quase todo mundo, mas me faziam sempre as mesmas perguntas

A autora diz que se surpreendeu com a aceitação também do público cis.

Foi legal ter essa repercussão muito grande com as pessoas trans, que passaram a se identificar. Eu não imaginava que ia gerar tanta identificação

Apesar de todos os avanços, transgêneros e transexuais ainda são uma população muito marginalizada, dificilmente convidados a escrever, roteirizar ou até mesmo atuar em obras com a sua própria temática.

Como resultado, geralmente pessoas não trans contam as histórias de pessoas trans. Com isso estas obras acabam sempre repletas de clichês e visões estereotipadas, distante da realidade e das vivências desta população

Pequenas Felicidades Trans é um relato pessoal, escrito e desenhado com delicadeza e simplicidade, buscando despertar o entendimento e a empatia do leitor em relação a uma vivência trans.

Com esse entendimento, a quadrinista priorizou uma concepção visual geométrica e calcada na simplicidade do traço, utilizando elementos básicos. 

Foto: Valda Nogueira

Alice Pereira tem 44 anos e nasceu no Rio de Janeiro/RJ. Começou a estudar quadrinhos há 10 anos e, em 2016, lançou seu primeiro livro, uma história do petróleo em quadrinhos. Em 2019, publicou Pequenas Felicidades, obra lançada no Brasil e em Portugal.

Malu: Memórias de Uma Trans em Quadrinhos

Malu_Capa
Em cada século, mesmo aos trancos e barrancos, a humanidade evolui em seus costumes e sua cultura. O século 21 iniciou reformas e revoluções sociais e culturais, dando voz a grupos de pessoas marginalizadas em busca de liberdade, cidadania e reconhecimento, muito além de rótulos e estereótipos.

As histórias em quadrinhos, com seu papel de grande instrumento contestador, não poderiam ficar de fora dessas transformações. Exemplo disso é o lançamento da primeira graphic novel transexual.

Malu_Detalhe_EmpregosMalu – Memórias de Uma Trans é uma HQ de Cordeiro de Sá, arquiteto urbanista, artista visual e organizador da coletânea Ribeirão Preto em Quadrinhos que, indicada ao Prêmio HQMIX 2013, deu origem ao selo RPHQ.

Ao todo são 40 páginas que misturam ilustração estilo cartum e fotografia em preto e branco, com roteiro criado a partir de depoimentos e casos reais do universo LGTB, convidando o leitor a refletir sobre identidade, plenitude e amor.

A ideia original surgiu quando o autor reencontrou no falecido Orkut a atriz Alessandra Leite, sua amiga de infância que havia se tornado drag queen e começava a trilhar o caminho mais sério para a transformação física.

“Mesmo hétero, sempre fui muito sensível ao LGBT, pois tenho muitos amigos, alunos e mestres homossexuais. Mas acompanhar parte da transformação de minha amiga de infância, de “menino” para mulher, me mostrou que esse processo muito sofrido é também muito rico. Então, fui juntando histórias reais para dar vida à personagem fictícia e dizer o que todo mundo sabe, mas poucos sentem de verdade: independentemente dos corpos que habitamos, somos todos humanos e precisamos de respeito e afeto”, explica Cordeiro.

Malu – Memórias de Uma Trans não pretende chocar, mas iniciar o diálogo e apresentar um lado humano e social das pessoas que optaram por mudar de gênero.

O projeto realizado pelo selo RPHQ – Ribeirão Preto em Quadrinhos, com apoio institucional da Atômica Filmes, já nasceu premiado. Em 2012, foi um dos contemplados pelo Programa de incentivo cultural da secretaria municipal da Cultura de Ribeirão Preto. Ao todo, serão distribuídos gratuitamente 5 mil álbuns, além da disponibilização de link para download na fanpage do Facebook.

A noite de lançamento da HQ acontece em 23 de setembro (segunda-feira), 20h, no Memorial da Classe Operária – UGT em Ribeirão Preto.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020