Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Shazam

Vem ai o DC FANDOME

do release, via Espaço Z

No dia 22 de agosto, sábado, a partir das 14h00 (horário de Brasília), a Warner Bros. dará boas-vindas a fãs do mundo inteiro ao DC FanDome – uma experiência virtual gratuita para fãs, sem necessidade de credenciamento prévio.

Imagine todos os Super-Heróis e Super-Vilões que você ama reunidos em um único lugar, para celebrar o passado, presente e futuro da DC.

Acessível por 24 horas no site www.DCFanDome.com, o evento global colocará os fãs no Multiverso da DC, com novos anúncios da WB Games, Filmes, TV e quadrinhos, além de oportunidades de ouvir dos elencos e criadores por trás de seus filmes e séries preferidos, incluindo as franquias de: AquamanThe BatmanBatwoman, Black AdamBlack LightningDC Super Hero Girls, DC’s Legends of TomorrowDC’s StargirlDoom PatrolThe FlashArlequina, o Snyder Cut de Liga da Justiça, LuciferPennyworthSHAZAM!, The Suicide SquadSupergirl, Superman and Lois, Jovens Titãs EM AÇÃO!Titans, Watchmen, Young Justice: Outsiders e, chegando em breve aos cinemas de todo o mundo, Mulher-Maravilha 1984.

Anotem na agenda DCnautas: 22 de agosto será o grande dia neste evento online global

O DC FanDome será o palco dos anúncios mais esperados e as últimas novidades, local para conferir vídeos exclusivos, e explorar os mundos tematizados que irão entreter a todos, de superfãs de TV e cinema, passando por jogadores e leitores, até famílias e crianças.

Com apresentações especiais para fãs em todos os fusos horários ao redor do globo, os fãs também terão acesso a eventos regionais, com rostos e vozes de vários países ao redor do mundo, em sua língua local. Independentemente de onde você more, sua idade ou o quanto você é fã, haverá algo para você.

Segundo a presidente e CEO da Warner Bros., Ann Sarnoff, “Não há fã como o fã da DC. Por mais de 85 anos, o mundo se voltou aos heróis e histórias inspiradoras da DC para nos animar e entreter, e este massivo e imersivo evento digital dará a todos novas maneiras de personalizar sua jornada pelo Universo da DC, sem filas, sem ingressos e sem barreiras. Com o DC FanDome, somos capazes de dar aos fãs ao redor do mundo uma maneira única e empolgante de conectar-se com seus personagens preferidos da DC, além dos incríveis talentos que os trazem à vida nas páginas e nas telas.”

Explorando o DC FanDome

O epicentro do DC FanDome é o Hall dos Heróis, onde você poderá experimentar a programação especial, painéis e revelação de conteúdo de vários filmes, séries de TV e jogos, disponível em vários idiomas, incluindo Português, Chinês, Inglês, Francês, Alemão, Italiano, Japonês, Coreano e Espanhol. De lá, navegue mais afundo no Multiverso da DC, explorando cinco mundos-satélites adicionais, cada um com seu próprio conteúdo localizado e atividades únicas e um mundo totalmente dedicado para nossos fãs mais jovens:

• DC WatchVerse: Aqui você pode juntar-se à plateia virtual e ser completamente absorvido em horas de conteúdo de todo o mundo – desde painéis e sessões imperdíveis a cenas ineditas, com participação de elencos, criadores e equipes por trás de Filmes, Séries, Home Entertainment e Jogos da DC.

• DC YouVerse: Aqui os fãs são as estrelas, para ver os melhores conteúdos criados por usuários, cosplay e artes feitas por fãs ao redor do mundo.

• DC KidsVerse: Em www.DCKidsFanDome.com. há uma vasta seleção de conteúdo e ativações apropriadas para a família e nossos fãs mais jovens.

• DC InsiderVerse: Este mundo baseado na criatividade contém um vídeo central apresentando o lendário artista e CCO/Publisher da DC Jim Lee, o Presidente de Produção de Filmes da DC Walter Hamada, e o criador do Arrowverse da TV, o Produtor Executivo Greg Berlanti, dando boas-vindas aos fãs com uma introdução básica ao Multiverso da DC. Daqui, acesse conteúdo de bastidores com os mestres que dão vida à DC em todas as formas, desde quadrinhos a jogos eletrônicos, TV, filmes, parques temáticos, produtos licenciados, e mais.

• DC FunVerse: Leve sua experiência no DC FanDome e encontre conteúdo compartilhável; confira nosso leitor de quadrinhos; kits “faça você mesmo” da Armadura Dourada de MM84 e do Batmóvel; além de brindes digitais, e uma loja cheia de produtos, incluindo itens exclusivos de edição limitada.

Confira Blerd & Boujee House

Onde estão os meus Blerds? A segunda celebração anual de cultura nerd negra retorna com a nova Blerd & Boujee House no DC FanDome, trazendo Blerds, LatinxGeeks e todos os tipos de nerds. Como qualquer um que teve a sorte de entrar na Primeira festa Blerd & Boujee (com a participação de DJ D-Nice) na San Diego Comic-Con 2019 pode confirmar, os fãs não podem perder as conexões e conversas.

Confira o site oficial, www.DCFanDome.com, frequentemente para atualizações adicionais sobre o que acontecerá dentro do DC FanDome, incluindo novo conteúdo do blog, o Daily Star, que começa com uma nota de boas-vindas do próprio Jim Lee e os assinantes receberão atualizações e sugestões para verem as conversas com astros e produtores de conteúdo da casa.

A DC é uma das maiores editoras de quadrinhos e graphic novels do mundo e lar de alguns dos mais icônicos e conhecidos personagens da cultura pop. Como uma unidade criativa da WarnerMedia, a DC toma conta da integração estratégica de histórias e personagens em filmes, televisão, produtos licenciados, entretenimento em casa, jogos interativos, e o serviço de assinatura digital DC Universe. Para mais informações, acesse dccomics.com e dcuniverse.com.

SHAZAM! Inspira parceria entre Warner, J. W. Thompson e Associação Maria Helen Drexel

O filme Shazam! conta a história de um menino de 14 anos que cresceu longe dos pais e que se transforma em um super-herói adulto mas com espírito de uma criança e poderes divinos. Com isso em mente a J. Walter Thompson fez uma campanha para incentivar que as pessoas busquem mais informações sobre os jovens que vivem em casas de acolhimento.

Muitas crianças e adolescentes que moram nesses abrigos podem ser apadrinhados afetivamente ou adotados, o que nem sempre é de conhecimento da sociedade brasileira. Este editor só sabia desse modelo de apadrinhamento porque casualmante já tinha conhecidos que faziam esse trabalho incrível que envolve mais que doação em dinheiro, mas também interesse, amor e compaixão. 

Para celebrar esta campanha, a Warner Bros. Pictures apadrinhou simbolicamente 80 crianças de casas de acolhimento por um dia, convidando-as para assistir ao filme Shazam! em uma pré-estreia especial realizada no último sábado, 30 de março, com o apoio do Kinoplex Vila Olímpia (SP), que cedeu a sala e a pipoca e da Piticas, que doou as camisetas para as crianças. Juízes que apoiaram e autorizaram a campanha também estavam presentes.

As peças da campanha foram assinadas com a frase: “os superpoderes eles já têm. Agora só falta o seu apoio”, pois o objetivo da campanha é informar e conscientizar as pessoas por meio das histórias dos jovens. As crianças que vivem em instituições de acolhimento, como a Associação Maria Helen Drexel, convidam você a conhecer os super-heróis da vida real no site da instituição.

Você pode ler nessa resenha do filme Shazam, aqui!

Papo de Quadrinho viu e gritou: – SHAZAM!

A convite da produtora Espaço Z e da Warner,  nosso jornalista Andrey Czerwinski dos Santos assistiu o mais novo filme da DC Universe nos cinemas, Shazam! Em respeito aos nossos leitores, trazemos uma resenha sem spoilers.

Um jovem delinquente órfão de 14 anos chamado Billy Batson recebeu o poder mágico de se tornar um super-herói praticamente imbatível. Para isso, basta ele gritar a palavra mágica – SHAZAM!

Shazam! ou melhor, o Capitão Marvel foi criado em 1939 pelo roteirista Bill Parker e o desenhista C.C. Beck, aparecendo pela primeira vez em 1940. Foi publicado pela Fawcett Comics até 1953, e só retornou em 1973 quando teve seus direitos adquiridos pela DC Comics, depois de uma longa batalha judicial que não nos deteremos agora.

A versão que você verá nos cinemas traz elementos baseados tanto na origem de Shazam, como nas versões apresentadas nos quadrinhos em 1994 por Jerry Ordway e mais recentemente por Geoff Johns.

Como todos os filmes de origem, o diretor David F. Sandenberg (Anabelle 2)  narra como o jovem órfão Billy Batson (Asher Angel), recebe de um misterioso mago o poder de se transformar em um super-herói adulto chamado Shazam (Zachary Levi) apenas evocando seu nome.

Num panorama cinematográfico Shazam! reforça a mudança de direcionamento criativo que a DC/Warner vem tomando nos cinemas desde Mulher-Maravilha e seguindo por Aquaman. O filme apresenta um enredo e ambientação mais voltados aos quadrinhos heróicos e despretensiosos, mesclando de forma equilibrada humor e aventura, e abandonando toda a ambientação “dark” e a seriedade de Batman vs. Super-Homem e Liga da Justiça. Ponto positivo para agradar os mais diversos espectadores e marcar o caminho que as produções da DC/Warner devem seguir daqui por diante.

Durante o filme vemos situações cômicas com a descoberta dos poderes de Billy como Shazam, assim como sua relação com sua família adotiva e seus irmãos. O mérito do filme é abordar a história de origem com um tom leve, com inocência e diversão. Ficamos realmente com a impressão que Shazam é um garoto no corpo de um adulto superpoderoso, interpretação muito bem executada por Zachay Levi.

A interação dos personagens, especialmente nas cenas com o irmão Freddy Freeman (Jack Dylan Grazer), é outro pontos forte do filme, com tiradas geeks relacionadas aos poderes de super-heróis. Chama a atenção a essência familiar do filme, que aproxima e humaniza o personagem, deixando claro que além de super-herói, ele ainda é um adolescente de 14 anos órfão que precisa se ajustar com um novo lar e uma família adotiva. Essa questão vai se desenvolvendo ao longo do filme, construindo as relações entre os personagens.

O vilão do filme, Dr. Silvana, interpretado por Mark Strong, traz um personagem bem construído, contando sua origem e deixando claro suas intenções, com visual e trejeitos que conseguem unir as diferentes versões do personagem dos quadrinhos.

Em relação aos efeitos especiais e as cenas de ação, elas não deixam nada a desejar para o gênero de um filme de super-herói. Tanto os efeitos nas cenas de ação urbanas quanto de outros obstáculos que surgem para ameaçar o Shazam, nada destoa. Parece que a DC/Warner aprendeu a criar vilões e outros perigos virtuais que funcionem e amedrontem, diferente do insípido (e virtual) Lobo da Estepe em Liga da Justiça.

A trilha sonora une músicas populares, com rock (Ramones – I don´t Wanna Grow Up), rap (Kendrick Lamar – Humble), soul (Natalie Cole – This Will Be) e até clássicos (Bing Crosby – Do you hear what I hear) que consegue casar com os diversos momentos do filme, reforçando ainda mais a função da película  de entregar uma narrativa alto astral e divertida, lembrando os filmes de aventura dos anos 1980. O tema musical do Shazam foi conduzido e composto por Benjamin Wallfisch, e remete ao clássico grandioso de John Willians em Superman.

Para os fãs de quadrinhos o filme não foge à regra e está recheado de referências tanto dos quadrinhos, quanto no universo cinematográfico da DC e até de um certo clássico do cinema de 1978.

Ah e após os créditos, teremos duas cenas extras, portanto vale a pena ficar até o final da projeção!

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2022