Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: PNBE

Ministério da Educação lança edital para compra de quadrinhos

pnbe2015

O Programa Nacional de Biblioteca da Escola (PNBE) é um projeto do Ministério da Educação que adquire livros diretamente das editoras, via licitação, para abastecer as bibliotecas públicas das redes federal, estadual e municipal.

Desde que incluiu as histórias em quadrinhos entre os livros adquiridos, em 2006, o programa fez crescer o interesse das editoras pelo gênero – e, por tabela, abriu mercado de trabalho para roteiristas e artistas nacionais.

O MEC, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), lançou nesta segunda-feira (7) o edital para o PNBE 2015.

O acervo será composto por 390 títulos, sendo 195 para os últimos anos do Ensino Fundamental e 195 o para Ensino Médio – em anos pares, as compras se destinam aos primeiros anos do Fundamental e à Educação de Jovens e Adultos.

Os gêneros elencados são poema, conto, crônica, novela e teatro, romance, memórias, diário e biografia, clássicos da literatura universal e, claro, quadrinhos.

Editoras interessadas em participar do pregão têm até o dia 26 para se inscrever. Uma semana depois, precisam apresentar toda a documentação e os exemplares para avaliação.

Diferentemente de anos anteriores, o edital para 2015 não sugere que dará preferência aos quadrinhos que façam adaptação de obras literárias ou períodos históricos.

Como critério de seleção, diz o edital: “No caso das histórias em quadrinhos será considerado como critério preponderante a relação entre texto e imagem e as possibilidades de leitura das narrativas visuais”.

Para baixar o edital, clique aqui

Lançado edital do Governo Federal para compra de quadrinhos

Na semana passada, o Ministério da Educação, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), publicou o edital de convocação para inscrição e seleção de obras de literatura para o Programa Nacional Biblioteca da Escola – PNBE 2014.

Desde 2006, o Governo Federal incluiu, entre as compras destinadas à distribuição em bibliotecas públicas de todo o País, os livros em quadrinhos.

A iniciativa provocou um aquecimento da produção nacional, inclusive com a publicação de HQs por editoras não tradicionais no segmento – isto porque o volume das compras governamentais é muito superior às tiragens médias para venda em bancas e livrarias.

Segundo o edital, as editoras têm até o dia 13 de fevereiro para fazer o cadastramento e pré-inscrição das obras. Neste ano, os quadrinhos podem ser inscritos em duas categorias: alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental e alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Apesar de não excluir outros gêneros, o texto do edital indica sua preferência: “livros de imagens e livros de histórias em quadrinhos, dentre os quais se incluem obras clássicas da literatura universal”.

Historicamente, os editais do PNBE relativos aos anos pares – voltados aos alunos de creches e pré-escolas, primeiros anos do Fundamental e EJA – são os que adquirem menor quantidade de quadrinhos: 14 em 2006, 9 em 2010 e 7 em 2012.

A título de comparação, nos anos ímpares – voltados aos anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio – as quantidades foram: 23 obras em 2009, 25 em 2011 e 29 para 2013.

Leia o edital completo do PNBE aqui.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020