Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Paulo Ramos

Tem Virada Nerd + Dia do Quadrinho Grátis neste final de semana

 

viradanerd

Numa iniciativa da Devir com editoras e lojas parceiras, acontece neste fim de semana, dias 19 e 20, em diferentes pontos do país, a primeira edição da Virada Nerd + Dia do Quadrinho Grátis.

Serão 24 horas de atividades: sessões de autógrafos, jogos de tabuleiro, mesas de RPG, cosplay, debates, promoções. Cada loja ou ponto participante define sua própria agenda.

Em São Paulo, por exemplo, o jornalista Paulo Ramos faz sessão de autógrafos da nova edição de seu livro Bienvenido – Um Passeio Pelos Quadrinhos Argentinos na Comix, no dia 19h, às 15h.

No mesmo horário, o Instituto dos Quadrinhos realiza o debate O Jornalista e o Mercado de HQs, com presença de Gabriela Franco (Minas Nerds), Renan Martins Frade (Judão) e do editor do Papo de Quadrinho, Jota Silvestre.

Também no sábado, a loja Terramédia mantém o Beco do Artistas, com presença de Laudo Ferreira, Omar Vinõle, Mario Cau, Al Stefano, Daniel Esteves, Cadu Simões e Will Sideralman.

Confira AQUI a programação até o momento.

Quadrinhos grátis

O Dia do Quadrinho Grátis, que integra a programação da Virada Nerd, foi inspirado no Free Comic Book Day dos Estados Unidos.

Durante esse dia, livrarias distribuem gratuitamente HQs produzidas pelas editoras especialmente para o evento. A Devir, por exemplo, está oferecendo revistas com 32 páginas de Umbrella Academy (Gerard Way e Gabriel Bá) e Piratas do Tietê (Laerte).

Os leitores devem ficar atentos: levar um desses quadrinhos para casa sem pagar nada depende da quantidade de exemplares que a loja participante recebeu e de quantas pessoas passaram pelo local.

Confira AQUI a relação de lojas participantes.

Streaming

Também como parte da programação da Virada Nerd, acontecem streaming com autores nacionais e internacionais. Os papos serão transmitidos ao vivo para as lojas participantes e o público presente poderá interagir enviando perguntas.

Os artistas que participam do streaming (no sábado) são:

11h: Klaus Wrede: Designer do Jogo Carcassonne.

20h às 21h: Matt Fraction, Fábio Moon, Gabriel Bá

21:30h às 22:30h: Gerard Way e Gabriel Bá

Na página do evento no Facebook há mais informações sobre como mandar perguntas antecipadamente.

Segundo a Devir, estas duas iniciativas foram criadas “com a intenção de divulgar e prestigiar as lojas especializadas em quadrinhos e um sistema de distribuição que atende centenas desses pontos que concentram formadores de opinião do mercado nerd”.

Ensaios analisam quadrinhos biográficos, históricos e jornalísticos

enquadrandoreal

 Do Press-Release

Enquadrando o Real – Ensaios Sobre Quadrinhos (Auto)Biográficos, Históricos e Jornalísticos (Editora Criativo, 272 páginas, R$ 59,00) nasceu de um projeto da Jornada Temática de Histórias em Quadrinhos, evento bienal promovido pelo Observatório de Histórias em Quadrinhos da Escola de Comunicações e Artes da USP, em conjunto com o Grupo de Pesquisa sobre Quadrinhos (Grupesq – Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo).

A obra reúne uma série de artigos gerados como frutos da produção acadêmica que têm como assunto comum e de destaque a representação da realidade em forma de HQs. Os organizadores de Enquadrando o Real colocaram os textos em três partes, divididas conforme está expresso em seu subtítulo: ensaios sobre quadrinhos biográficos, históricos e jornalísticos.

Para além da constatação de que há graus de representação da realidade nos quadrinhos, os ensaios observam como e de que maneira os quadrinhos efetivamente retratam situações reais — o quanto há de ficcional nas HQs que pretendem representar a realidade.

Em cada eixo temático (biografia, história, jornalismo), pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento fazem análises de que forma a realidade é expressa e refletida por meio da produção de quadrinhos. A visão plural sobre a questão surge no apanhado dos artigos que exigiram pesquisa, confronto de dados e conclusões que revelam o grau de fidelidade dos quadrinhos aos fatos.

Os artigos são assinados por Aline Alvarenga Zouvi, Cláudio José Meneses de Oliveira, Ediliane de Oliveira Boff, Geisa Fernandes, Juscelino Neco, Luciano Thomé, Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Nobu Chinen, Octavio Aragão, Paulo Ramos, Túlio Vilela e Waldomiro Vergueiro, com organização de Waldomiro Vergueiro, Paulo Ramos e Nobu Chinen.

“Jornadas” vai lançar 22 livros teóricos, um recorde!

jornadas

Em apenas três edições, as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos, evento realizado pelo Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA – USP, já se consolidou como um celeiro da produção acadêmica sobre o tema.

Neste ano, nada menos do que 22 livros teóricos serão lançados na programação, que se estende de 18 a 21 deste mês. Nas edições anteriores foram 9 (em 2011) e 8 (2013). A quantidade de lançamentos supera outros eventos de quadrinhos e até mesmo bienais do livro.

Com exceção da tradução inédita do livro francês O Sistema dos Quadrinhos (Thierry Groensteen, Ed. Marsupial), as demais obras são todas nacionais. De acordo com levantamento divulgado pelos organizadores, três delas têm relação com pesquisadores brasileiros falecidos recentemente.

A Linguagem dos Quadrinhos: Estudos de Estética, Linguística e Semiótica reúne textos sobre o trabalho de Antonio Luiz Cagnin (organização de Waldomiro Vergueiro e Roberto Elísio dos Santos, Ed. Criativo); Histórias em Quadrinhos e Práticas Educativas: os Gibis Estão na Escola, e Agora? (de Elydio dos Santos Neto, falecido em 2013); e Moacy Cirne: o Gênio Criativo dos Quadrinhos, biografia escrita pelo jornalista Alex de Souza.

As sessões de autógrafos acontecem todos os dias, às 18h, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Mais detalhes sobre a programação estão no site do congresso.

 

Crítica: Os Pioneiros no Estudo de Quadrinhos no Brasil

PioneirosEstudoHQ

O livro Os Pioneiros no Estudo de Quadrinhos no Brasil reúne depoimentos organizados por três especialistas que eu respeito e admiro: Waldomiro Vergueiro, Nobu Chinen e Paulo Ramos (do Blog dos Quadrinhos).

Esses depoimentos são verdadeiras declarações de amor aos Quadrinhos, feitos por seis professores: José Marques de Melo, Álvaro de Moya, Antonio Cagnin, Moacy Cirne, Sonia Luyten e Waldomiro Vergueiro, especialistas que enfrentaram preconceito na própria universidade quando se dedicaram ao estudo da narrativa sequencial. Foram os primeiros, mas não os únicos, a defenderem suas qualidades como objeto de arte e cultura.

Ao falarem em favor dos quadrinhos quando estes eram perseguidos e difamados, estes homens e mulheres tiveram um papel fundamental para nossa compreensão e interesse nas HQs, estimulando o estudo dos gibis como uma mídia especial. Foram carreiras dedicadas a estudar, apresentar e estimular a produção nacional das HQs. As. Os depoimentos são emocionantes, recheados de histórias pessoais que se confundem com a própria história dos Quadrinhos no Brasil.

O lançamento é da Editora Criativo e o livro é recomendadíssimo, em especial para a leitura de educadores, artistas e interessados em entender melhor nossa histórica ligação de amor com os gibis.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020