Dois grandes nomes da nona arte participaram na tarde deste sábado da CCXP Worlds, na Artist’s Valley. O roteirista JM DeMatteis e o ilustrador Jon J. Mutt chegaram na área para conversar com o jornalista Roberto Sadovski sobre “Moonshadow”, clássica HQ lançada em 1989 e que foi republicada no Brasil pela Pipoca e Nanquim.

A dupla comentou sobre o trabalho, a repercussão na época, os elogios e as críticas de quem se chocou com o tema adulto da história, que misturava política, religião, filosofia, sexo, amor, guerra, morte e vida com um visual deslumbrante, em ilustrações feitas com aquarela em uma arte refinada e uma narrativa gráfica diferenciada.

“Tivemos uma química artística”, relembra JM DeMatteis, que na época estava envolvido com outra HQ que se tornou clássica, a Liga da Justiça que tinha Batman, Besouro Azul, Guy Gardner e Gladiador Dourado, entre outros. “Houve uma troca entre nós. O que escrevia no argumento inspirava o Jon, que explodiu as barreiras na minha própria mente, por isso foi tão boa. Na época, não sabíamos que estávamos fazendo algo inédito, que foi além do mundo da Marvel e da DC Comics.”

Sobre fazer uma adaptação de “Moonshadow” para outra mídia, a exemplo do que tem sido feito com dezenas de personagens, séries e graphic novels, JM DeMatteis diz já ter sido questionado por fãs a respeito, mas acredita que a minissérie seria impossível de se adaptar tempos atrás. “Seria extremamente caro. Eu acho que no momento atual, sim, mas tenho que dizer que gostaria de ver uma animação para adultos, assim que gostaria de ver essa história ganhar vida na tela. Então, se alguém aí tiver milhões de dólares para gastar, com certeza a gente faz.”

A respeito da possibilidade de realizarem algo juntos novamente, Jon J. Muth lembrou do trabalho da dupla com o Surfista Prateado e que havia outras coisas que já poderiam ter realizado juntos. “Com certeza adoraria trabalhar novamente nessa dupla. Seria incrível, ele é um dos meus roteiristas prediletos, então é uma pergunta muito fácil.”