Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: HQ Nacional

“Haole”, HQ arretada e que não faz marola

por Júlio Black

“Haole”, HQ Nacional escrita por Milena Azevedo e desenhada pela dupla Sueli Mendes e Chairim Arrais, está novamente na crista da onda. A revista, com a qual Milena concorreu ao prêmio de melhor roteirista no prêmio HQ Mix em 2017, retorna ao mercado no formato ebook e pode ser encontrada no site da Amazon, e o ah migo leitor e a ah miga leitora podem escolher comprar as cinco edições avulsas ou o pacote em volume único. Para quem não se preocupa com esses encadernados de capa dura envernizadas com 17 quilos e duas mil páginas e curte ler quadrinhos no tablet ou computador, o investimento vale os reais conquistados com o suor da labuta diária.

Milena Azevedo roteiriza essa HQ bacanuda

A história se passa em Natal, capital do Rio Grande do Norte, e tem como protagonista Irene, uma jovem surfista negra que perdeu uma das pernas em uma tragédia e, traumatizada, foge da sua cidade e da família. Sozinha na capital potiguar, Irene ganha o pão graças a pequenos furtos. Porém, ao tentar dar o migué no cliente de um restaurante, ela é pega no flagra pela dona do estabelecimento; ao invés de chamar a polícia, ela prefere dar uma segunda chance à jovem, que passa a trabalhar para a senhorinha.

Apesar de fazer algumas amizades, Irene ainda é retraída, reservada e misteriosa quanto ao seu passado, e é por meio de flashbacks que descobrimos aos poucos o que levou a surfista se fechar para o mundo e as pessoas, a ponto de ter como principal amiga a camaleão fêmea Cristianny.

Um dos baratos da revista são os elementos surreais que surgem quando Irene está pegando onda ou sonhando, com referências literárias e cinematográficas – no caso, o livro “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll, e a série “Twin Peaks”, de David Lynch. Misturar a dureza e a tragédia do mundo real com a fantasia e delírios é tarefa difícil, mas Milena, Sueli e Chairim são gurias que dão conta do recado.

Além de valer o investimento pela obra em si, “Haole” ainda tem o barato de fazer parte do mesmo universo de outra HQ lançada na mesma época, mas os distintos leitores e leitoras terão que adquirir a revista para descobrir qual é. Garanto que foi uma bela surpresa.

PS: Para quem assina o Kindle Unlimited, dá pra ler Haole na faixa.

Comunhão, nova HQ de Felipe Folgosi, tem lançamento no dia 25

comunhãoUm ano após conseguir financiamento coletivo por meio do Catarse, o ator e roteirista Felipe Folgosi anuncia o lançamento de sua segunda investida no universo dos quadrinhos: Comunhão (leia entrevista com o autor aqui).

O lançamento acontece no dia 25 de julho, em dois momentos: às 18h30, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, onde o autor recebe convidados e fãs para uma sessão de autógrafos (nesta hora, não será permitida a retirada da HQ e dos brindes pelos apoiadores do projeto), e às 21h30 na Hamburgueria Stunt Burger, no Morumbi, ambas em São Paulo.

Com 144 páginas, arte em preto e branco do artista maranhense JB Bastos e produção do Instituto HQ, de Klebs Junior, Comunhão, é um suspense e thriller psicológico que se passa durante uma corrida de aventura, contado pelos olhos de Amy, uma ex-corredora de aventura que se vê às voltas em uma trama de muito suspense e ação.

Assim como o trabalho anterior, Aurora, o roteiro de Comunhão foi desenvolvido para o cinema antes de Folgosi decidir transformá-lo numa história em quadrinhos.

“Consegui juntar elementos suficientes para criar uma história plausível partindo de uma premissa histórica, mas mergulhando no lado mais sombrio do ser humano, do que cada um é capaz de fazer para sobreviver. Claro que tudo isso com muita ação, violência e gore”, diz o autor.

A arte da capa (acima) é de Will Conrad e Ivan Nunes. Letras e diagramação de Flavio Soares. Quem não apoiou a campanha de financiamento do projeto pode adquirir a HQ em bancas e livrarias, aonde deve chegar no final de julho, por R$ 49,90.

Com investimento menor, ProAC Quadrinhos 2016 está com inscrições abertas

proac

Interessados em submeter um projeto inédito de HQ para financiamento do ProAC (Programa de Ação Cultural), da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, têm até o dia 25 de agosto para se inscrever.

O edital publicado nesta terça-feira, dia 12, traz algumas mudanças em relação ao dos anos anteriores. A mais significativa é a redução do investimento para R$ 480 mil, o menor desde 2012. Neste ano, serão contemplados 12 projetos com R$ 40 mil cada (em 2014 e 2015 foram 20 projetos; em 2013, 15).

Outra novidade é que a inscrição deve ser feita exclusivamente pelo sistema eletrônico do ProAC. Não serão aceitas inscrições protocoladas na sede da Secretaria nem enviadas pelo Correio, como funcionava o processo até então.

Neste ano, há também a preocupação em promover um rodízio entre os projetos selecionados: pelo menos seis deles (50%) serão obrigatoriamente de autores que não foram contemplados no ProAC 2015.

Os ganhadores terão 10 meses para concluir a produção da HQ, contados a partir do pagamento da primeira parcela (70%, ou R$ 28 mil), podendo solicitar prorrogação de mais dois meses.

Para baixar o edital e ficar por dentro de todos os detalhes, prazos, documentação etc., clique aqui.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2021