Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Germana Viana

“Lizzie Bordello”, de Germana Viana, ganha nova edição impressa

Lizzie2 - Capa

Foi uma grata surpresa quando o webquadrinho Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço ganhou as páginas impressas pela primeira vez no final de 2014, pela Jambô – aliás, noticiado com exclusividade pelo Papo de Quadrinho.

Germana Viana continuou a frenética atualização das páginas na Internet, e juntou material suficiente para lançar o segundo volume das aventuras das “bucaneiras bagaceiras”: Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço 2 – A Volta de Capeta.

A trama principal traz de volta Lizzie, Deus, Fran e Lambretinha, que precisam enfrentar a terrível ameaça de Capeta – na verdade, a falida irmã de Deus que aparece sem aviso para morar com as amigas. Outras duas histórias completam a edição: Família Romena Vende Tudo e Férias com Capeta.

O encadernado reúne as páginas publicadas na internet de 22 de maio de 2015 a 31 de março de 2016, duas histórias inéditas, pin-ups e galeria de convidados. Tem 80 páginas coloridas, formato 20,5 x 27,5 cm, preço de R$ 35,00 e pode ser adquirido diretamente no site da Jambô.

“SPAM” reúne cinco mulheres quadrinistas para falar de lixo eletrônico e cotidiano

Capa SPAM

Do Press-Release

Fenômeno (ou catástrofe) da comunicação eletrônica, o spam – aquele monte de lixo e de propagandas não autorizadas que abarrotam as caixas de e-mail diariamente – não poupa ninguém.

Cinco mulheres quadrinistas foram convidadas para dar sua visão pessoal sobre o tema: Camila Torrano (de A Travessia), Cátia Ana (autora da webcomic O Diário de Virgínia), Cynthia B. (que teve tiras publicadas na Folha de S. Paulo e revista Piauí), Germana Viana (Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço) e Samanta Flôor (O Astronauta de Pijama).

Assim nasceu SPAM (Zarabatana Books, 80 páginas, R$ 44), que teve lançamento nos principais eventos de quadrinhos do ano passado: o Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), em Belo Horizonte/MG, e a Comic Con Experience (CCXP), em São Paulo.

Do cotidiano de um grupo de amigos que trabalha na padaria à experiência transcendental que transforma a vida de uma senhora preconceituosa, passando pela noite apimentada que não dá certo, animais antropomórficos e uma intervenção alienígena, tudo cabe nos diferentes pontos de vista e estilos gráficos dessas autoras.

Como destaca a professora Sônia M. Bibe Lutyen em seu prefácio, “a personagem feminina construída e produzida no registro masculino não coincide com a mulher (…).Entra aí um discurso que permeia a idealização da mulher dentro dos papéis a ela atribuídos: ou há uma sublimação do objeto amado ou ela é execrada. Não é absolutamente o caso desta coletânea”.

Mais que algumas dezenas de páginas de diversão, SPAM ratifica o talento, a maturidade e a diversidade da atual produção nacional de quadrinhos.

As autoras

Camila Torrano é quadrinista, ilustradora e concept artist para games. Em 2012 publicou seu primeiro trabalho solo: A Travessia (Escrita Fina Edições). Atualmente trabalha com games, faz freelance e continua sua produção de quadrinhos e ilustrações autorais.

Cátia Ana é quadrinista e programadora visual na Universidade Federal de Goiás. Publicou de 2010 a 2015 a webcomic O Diário de Virgínia, que concorreu, em 2011 e 2015, ao troféu HQMix na categoria webquadrinhos. Participou das três últimas edições da exposição Batom, Lápis e TPM em Piracicaba, São Paulo.

Cynthia B. é cartunista formada em medicina. Já publicou na Folha de S. Paulo, revista Piauí e diversas em revistas independentes, inclusive nas duas edições da Golden Shower, que ela mesma editou. Atualmente está fazendo residência artística na Maison des Auteurs, em Angoulême, França.

Germana Viana é quadrinista, autora de Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço e integrante do coletivo de quadrinhos CBGibi. Trabalha também com ilustração, letreiramento e design.

Samanta Flôor é formada em Arquitetura pela UFPel (2004) e trabalha como ilustradora e cartunista freelancer para editoras e para publicidade. Participou do livro MSP Novos 50 (2011), lançou o álbum Toscomics pela Café Espacial/Marca de Fantasia (2013) e realizou uma exposição individual em Beja, Portugal. Em 2015 lançou seu segundo livro infantil: O Astronauta de Pijama (Marsupial) e participou do Guia Culinário do Falido (Balão Editorial).

Sobre a editora

Com sede em Campinas, no Estado de São Paulo, a Zarabatana Books publica livros e quadrinhos, nacionais e estrangeiros, que não costumam ter espaço nas demais editoras de quadrinhos brasileiras.  Em 2008, trouxe para o Brasil as tiras de Macanudo, do argentino Liniers, e desde então vem publicando regularmente a produção de quadrinhos daquele país, com destaque para a coletânea Fierro.

Publicou, entre muitas outras, obras premiadas como Bando de Dois, de Danilo Beyruth, e a série de graphic novels de Guy Delisle, narrando suas experiências vivendo em alguns dos países mais problemáticos do mundo: Shenzhen (China), Pyongyang (Coreia do Norte), Crônicas Birmanesas (Myanmar) e Crônicas de Jerusalém (Israel).

SPAM

Autoras: Camila Torrano, Cátia Ana, Cynthia B., Germana Viana e Samanta Flôor

Editora: Zaratana Books

Páginas: 80 (capa e miolo coloridos)

Formato: 16 x 23 cm

Preço: R$ 44,00

www.zarabatana.com.br

 

Papo de Quadrinho escolhe as Melhores HQs nacionais de 2014

Depois de eleger algumas das melhores HQs estrangeiras publicadas no ano recém-encerrado, chegou a vez de revelar nossa lista de obras nacionais.

O critério é o mesmo – apenas HQs inéditas – e sujeito à mesma falha: foram selecionados os títulos preferidos entre aqueles lidos pelos editores do Papo de Quadrinho.

Conheça nossa lista de Melhores HQs nacionais de 2014.

lizzie10. Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço (Germana Viana – Jambô Editora)

Uma grata surpresa do ano que passou. Em seu primeiro trabalho em quadrinhos, a veterana ilustradora Germana Viana destila um humor nonsense, inteligente, anárquico. São histórias curtas, publicadas originalmente na internet, sobre um grupo pouco comum de amigas que viajam pelo espaço. Quem quiser, pode acompanhar o trabalho da autora neste endereço.

Veja matéria completa aqui.

Klaus9. Klaus (Felipe Nunes – Balão Editorial)

O jovem autor, de apenas 19 anos, criou uma fábula instigante para retratar a passagem da adolescência para a vida adulta. O personagem-título é o único humano numa terra de animais antropomórficos. Por ser diferente, passou a vida como vítima de preconceito, até que a verdade se revela e ele precisa fazer uma escolha: manter a convivência com os pais-tigres amorosos ou dar um salto no escuro rumo à maturidade.

Vigor Mortis Comics8. Vigor Mortis Comics 2 – Sangue, Suor e Nanquim (José Aguiar, Paulo Biscaia, DW Ribatski e André Dulci – Quadrinhofilia)

Segundo volume das HQs que adaptam obras multimídia da Cia. Vigor Mortis. Neste caso, a história fundiu o filme Nervo Craniano Zero e a peça Seance – As Algemas de Houdini. O resultado é uma trama ambientada em 1969 repleta de repressão política, assassinatos em série e viagens alucinógenas, misturada à vida miserável da enfermeira Lavínia, personagem fictícia da protagonista Bruna Bloch. Destaque para a mudança de estilo artístico a cada aspecto diferente da narrativa.

Beladona7. Beladona (Ana Recalde e Denis Mello – Avec Editora)

A personagem Samantha nasceu na internet, em páginas semanais publicadas no site Petisco. Graças ao financiamento coletivo, ganhou este belo álbum de terror sobre uma menina assombrada por pesadelos. Parte da história se passa nesse mundo de sonhos terríveis, em que Samantha é perseguida e atormentada por espíritos malignos; outra parte, menor, se dá no mundo real. Ana Recalde é uma das grandes roteiristas da atual geração, e o traço nervoso de Denis Mello faz jus à trama.

Click6. Click (Samanta Flôor – Independente)

Outra grata surpresa de 2014: apesar de curto – pouco mais de 30 páginas –, é o trabalho mais longo até agora da jovem, porém veterana, ilustradora. Sem diálogos, a história combina uma câmera misteriosa, zumbis, um artista de rua e uma garota amável.

 

 

Helena5. Helena (Montserrat e Simone Beatriz – New Pop)

Mangá produzido no Brasil, adapta a obra homônima de Machado de Assis. Da fase romântica do autor, a história tem todos os ingredientes daquela escola literária: a heroína trágica, o herói nobre, um amor impossível. Como outros livros deste período, é possível identificar elementos do Realismo, em especial a crítica social.

Leia resenha completa aqui.

bidu4. Bidu – Caminhos (Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho – MSP/Panini)

Ao longo da trama, o famoso cãozinho azul criado por Mauricio de Sousa precisa fazer uma série de escolhas: encarar ou não um cão maior para proteger seu território; deixar-se ou não capturar pelos donos do canil; ajudar ou não um companheiro em dificuldade. À medida que enfrenta novos desafios, suas escolhas amadurecem de uma atitude instintiva e autocentrada para outra mais generosa. Tudo isso antes de encontrar seu dono e eterno amigo Franjinha. Mais uma obra-prima da série Graphic MSP.

Leia resenha completa aqui.

Jonas3. A Vida de Jonas (Magno Costa – Zarabatana Books)

Envolvido em problemas com álcool e recém-separado de Júlia, Jonas tem uma existência solitária e sem perspectiva. Só mesmo uma grande perda para fazê-lo por fim à autoindulgência e encontrar um novo sentido para a vida. A grande sacada de Magno Costa é a caracterização dos personagens como fantoches de pano.

Leia resenha completa aqui.

Yeshuah2. Yeshuah volume 3 – Onde tudo está (Laudo Ferreira e Omar Viñole – Devir)

Depois de uma longa espera, Laudo concluiu a trilogia com sua visão personalíssima da vida de Jesus. Baseados em textos apócrifos de diferentes origens, este volume concentra-se na etapa final do Novo Testamento: a viagem a Belém para a comemoração da Páscoa, a prisão, calvário e execução. Ao longo dessa trajetória, Laudo reforça, de forma sensível e assertiva, a base dos ensinamentos de Jesus: o amor acima de tudo. Valeu a espera. Uma HQ emocionante.

Rafaela1. Aos Cuidados de Rafaela (Marcelo Saravá e Marco Oliveira – Zarabatana Books)

Rafaela, moça rebelde e independente, se passa por cuidadora de idosos e conquista a confiança da velha atriz Aurelita e os desejos secretos de seu filho, Nicolas. Aos poucos, ela domina a rotina de casa e tem início uma espiral de luxúria e submissão que só poderia terminar em tragédia. Tão perturbador quanto o roteiro de Saravá é a arte de Marco Oliveira, repleta de rostos disformes, planos ousados e uma intencional ausência de perspectiva.

Leia resenha completa aqui.

Exclusivo: “Lizzie Bordello”, de Germana Viana, ganha versão impressa

lizzie

Durante a mesa sobre quadrinhos independentes do Festival Guia dos Quadrinhos, evento realizado em outubro, em São Paulo, a ilustradora, designer e programadora visual Germana Viana revelou que sua HQ virtual Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço viraria livro ainda neste ano.

Papo de Quadrinho teve acesso com exclusividade aos detalhes do lançamento. A editora que abraçou o projeto é a Jambô, que vem dando especial atenção à produção nacional de quadrinhos – como, por exemplo, o relançamento de Holly Avengers, clássico de Marcelo Cassaro e Erica Awano.

Lizzie Bordello começou a ser publicada no final de 2013 na internet, com páginas semanais que formam arcos de histórias. Três deles estão na versão impressa: Gentch! Raptaram Capeta, Noite Feliz Paporrah e Sr. Fulano. A quarta história, Pombas, foi publicada recentemente na coletânea As Periquitas, em preto e branco, pela editora Kalaco.

A HQ da Jambô será toda colorida, terá 80 páginas, formato 20,5 x 27,5 cm e preço de R$ 29,90. O lançamento oficial acontece no início de dezembro (4 a 7), na Comic Con Experience.

Germana tem outro projeto em desenvolvimento na internet: Oceano de Brumas, em parceria com o escritor Luís Kosmiskas.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020