Um dos principais talentos da nova geração de quadrinistas brasileiros, Felipe Nunes volta a publicar pela Balão Editorial, editora que o projetou no mercado em 2014, com a HQ Klaus.

Neste novo trabalho, Clean Break (240 páginas, R$ 64,90), estudos médicos comprovaram as consequências aditivas do açúcar, e um acordo mundial é estabelecido entre governos e empresas para criminalizar a “droga”.

Desta situação surge O Progresso, movimento social que defende um estilo de vida inflexivelmente saudável, responsável por construir a cidade-modelo de Varva, um paraíso construído às margens da Cidade Velha.

A trama gira em torno dos agentes veteranos Silas Cástan e Alberico Delucca, responsáveis pelo Departamento de Causas Vulgares, a decadente e solitária estação policial operante na Cidade Velha.

Devido aos problemas recorrentes de Silas com sua dependência de açúcar, a equipe recebe o reforço de Tarsila Kopff, joia da Academia de Polícia e misteriosamente afastada de seu cargo na corporação principal.

A descoberta de um corpo na parte de trás de um boteco da Cidade Velha traz à tona uma investigação que gradualmente ilumina uma agenda higienista e as consequências negativas de seu avanço nos habitantes de uma realidade despedaçada. 

Melodrama policial

O autor define Clean Break como um melodrama policial que forma uma colcha de retalhos, reverenciando clichês da ficção científica e do noir, repleta de reviravoltas que circulam entre o humor e o drama, o riso e o choque, o suspense e o gore.

Os personagens vivem em processo de combustão, embalados no virtuosismo estético e psicodélico da arte de Nunes.  Uma alegoria construída para abordar a realidade polarizada da sociedade moderna com rastreamento de dados, palavras de ordem, celulares e cadáveres carbonizados.

Sobre o autor

Felipe Nunes tem 24 anos e faz quadrinhos desde 2010. Publicou seu primeiro fanzine no Festival Internacional de Quadrinhos, o FIQ, em 2011. Aos 19, lançou Klaus, pela Balão Editorial, obra vencedora do Troféu HQMIX de Desenhista Revelação.

Desenhou O Segredo da Floresta, escrita por Thedy Corrêa, em 2016 (Panini). Dodô, sua segunda graphic novel, relançada pelo selo Stout Club, também da Panini, foi publicada nos Estados Unidos, França, Polônia e Portugal. Clean Break é sua primeira grande história em quadrinhos.

Lançamentos

22/11, 18h30: Ugra (R. Augusta, 1371 – loja 116 – Consolação, São Paulo)

5 a 8/12: Comic Con Experience (CCXP), no São Paulo Expo

Comentários