Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Vale o investimento: “Apocalipse Zumbi 2 – Inferno na Terra”

capa-apocalipse-zumbi-2

A segunda parte da trilogia criada por Alexandre Callari dá sequência aos eventos que abalaram as estruturas físicas e emocionais dos sobreviventes do quartel Ctesifonte.

Manes, mais afetado que todos os demais, tenta substituir a dor e a culpa por uma utopia: reunir os poucos grupos organizados da Humanidade e retomar o planeta dos contaminados.

Mais uma vez, o líder abandona seus protegidos para seguir em missão suicida – agora rumo à Catedral, a maior e mais temida comunidade humana. Mesmo sem dizer o nome, fica claro que se trata do Santuário de Aparecida, no interior de São Paulo.

Ao mesmo tempo, um obscuro plano de vingança, engendrado por um dos sobreviventes mais cruéis do holocausto humano, é colocado em curso. Quando o Quartel fica às escuras, mais dois batedores valorosos expõem-se ao perigo para investigar as causas do blackout.

A partir deste ponto, a história se desenvolve a partir de três focos: a viagem de Manes, Espartano e Júnior rumo à Catedral; o trajeto curto e perigosíssimo percorrido por Cortez e Zenóbia até a subestação elétrica; e o ataque ao Ctesifonte.

Somado a isso, o autor mantém os flashbacks que ampliam a compreensão sobre os personagens já conhecidos e oferecem um background dos novos.

Ao intercalar os três núcleos com acontecimentos passados, o livro posterga o clímax e prende a atenção do leitor desde as primeiras páginas.

O domínio da narrativa é um dos méritos de Callari como escritor. Ele faz com que sua trama caminhe num ritmo que nem entrega demais nem deixa a leitura entediante.

Esta técnica funciona melhor nos dois primeiros terços do livro. Na parte final, quando aumenta a expectativa pela conclusão, os flashbacks ficam mais longos e quebram um pouco o ritmo.

Para piorar, o aguardado clímax não vem. Diferentemente do primeiro volume, este segundo não fecha o arco. Apesar de frustrante, a decisão editorial é compreensível, já que o desfecho torna obrigatória a leitura do terceiro volume.

Callari tem muitas qualidades como autor: texto envolvente, vocabulário rico e uma farta bagagem de cultura pop. Assim como no primeiro volume, o que não faltam são referências nesta sequência.

Há apenas um senão: a qualidade das ilustrações de Eduardo Costa não está à altura do texto. Todavia, da mesma forma que não fariam falta se não estivessem lá, também não chegam a atrapalhar.

Apocalipse Zumbi 2: Inferno na Terra é uma experiência agradável de leitura, recomendado para todos que gostam de literatura fantástica e, especialmente, do gênero consagrado por George Romero nos cinemas.

O livro é publicado pela editora Generale, tem 362 páginas, custa R$ 39,90, e vem acompanhado de um CD com a trilha sonora composta pelo próprio Callari. Vale o investimento.

Comentários

Previous

Vale o Investimento: Wáluk

Next

“Life, In Pictures”: autobiografia de um mestre dos quadrinhos

1 Comment

  1. ALEXANDRE COELHO SILVA

    Livro excelente.
    Melhor que O VOLUME 1.

    Me surpreendi pelo fato de ser um brasileiro autor do livros.

    Quero saber quando sairá o volume 3!!

Deixe uma resposta

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2021