Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Nova mini de Wolverine tem páginas “censuradas”

Nota de autoria deste autor publicada originalmente no site Bigorna

Anunciada como “a série mais violenta de Wolverine que você jamais viu”, The Best There Is chega às bancas americanas em dezembro.

Na trama, o mutante canadense enfrenta um novo vilão, Contágio, que se tornará ainda mais perigoso caso seja morto. Enquanto Wolverine busca um meio para destruí-lo, precisa derrotar um grupo de asseclas de Contágio chamado Os Imortais.

Até aí, nada de novo. O que chamou atenção no preview divulgado pela Marvel no início desta semana é que a editora – numa óbvia jogada de marketing – publicou quadros e até uma página inteira pintados de negro, com a divisão entre os quadros escorrendo sangue e o texto “muito violento para mostrar”.

Wolverine: The Best There Is tem roteiro de Charlie Huston e arte de Juan Jose Ryp. Vários artistas vão se revezar nas capas: Brian Hitch (autor da imagem que ilustra esta nota), Phil Jimenez, Gabreile Dell’Otto e Marko Djurdjevic.

A pergunta que fica é: quando uma editora finge este tipo de censurar é porque os leitores cansaram da violência nos quadrinhos de super-heróis ou porque ficou tão banalizada que não surte mais o efeito desejado?

Comentários

Previous

A Arte da Guerra em quadrinhos

Next

Vingadores 1952

1 Comment

  1. Faço outra pergunta: Se é muito violento pra mostrar, por que lançar a série com esse tipo de recurso? Obviamente, é marketing.

Deixe uma resposta

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2021