Revista O Grito!

Jazz Metal — Por Paulo Floro

Tag: Vertigo

Morte – Edição Definitiva e outros tesouros para fãs de Sandman este mês

MORTE-EDICAO-DEFINITIVA

é uma das HQs mais importantes dos quadrinhos, é sabido. Mas poucas obras derivadas de um clássico tiveram tantos fãs quanto , a irmã mais velha do protagonista Sonho/Lorde Morpheus. Jovem, pálida, gótica e carismática como uma estrela de rock, ela protagonizou duas minisséries e algumas HQs esparsas Agora, a Panini reúne todas em um volume de luxo neste mês.

Morte – Edição Definitiva reúne pela primeira vez no Brasil todas as histórias estreladas pela personagem, incluindo “O Som de Suas Asas” (a primeira aparição, na série regular de Sandman) e “Fachada”; as minisséries O Alto Preço da Vida e O Grande Momento da Vida; e as histórias “Um Conto de Inverno” ( Winter’s Edge 2), “A Roda”, “Morte e Veneza” (Noites Sem Fim) e A Morte Fala da Vida, uma HQ educativa sobre sexo seguro.

Além de roteiros de , a edição tem artes de Chris Bachalo, Mark Buckingham, Mike Dringenberg, P. Craig Russell, Dave McKean e muitos outros. Como extras, a edição traz o roteiro de Sandman 8; uma galeria de pin-ups e diversas informações sobre colecionáveis da Morte. O livro tem capa dura, 360 páginas e um preço também no nível luxo: R$ 92.

Yoshitaka Amano

Falando em Sandman, a Panini prepara uma enxurrada de lançamentos com o personagem para os próximos meses. Neste mês chega ainda Sandman Apresenta: Os Caçadores de Sonhos, com a versão feita pelo artista japonês Yoshitaka Amano. Gaiman adaptou uma lenda famosa do Japão.

Na história, uma raposa se apaixona por um humilde monge e é a única criatura que pode ajudá-lo quando descobre que um bando de demônios pretende tomar a vida de seu amado. Com a ajuda de Morfeus, a raposa terá de usar de toda a sua astúcia e criatividade para manter o mal longe do homem que ama. Gaiman escreveu a história em formato de prosa a pedido do artista, que a ilustrou.

A Panini já tinha lançado uma adaptação da obra em quadrinhos e agora lança a edição original. A editora ainda coloca nas livrarias este mês as reimpressões dos Vol. 1 e 2 de Sandman: Edição Definitiva, que traz a história recolorida e em tamanho maior.

SANDMAN-OS-CACADORES-DE-SONHOS

Mercado HQ: O fim da revista Vertigo pode ser algo a se comemorar

Vertigo51

Interessante o modo como a Panini vem tratando a publicação dos títulos Marvel e DC no Brasil. Depois de muita reclamação de colecionadores, a editora vem empreendendo mudanças para publicar a maior parte do material que sai nos EUA. Muitas revistas vem sendo canceladas nos últimos meses, mas ao contrário do que já aconteceu no passado, isso não é algo totalmente ruim.

É que não é possível tratar uma revista de forte apelo popular como Homem-Aranha ou X-Men do mesmo jeito que séries como Escalpo (publicada em ) ou Homem-Animal (em ). As duas revistas foram recentemente canceladas por aqui. A primeira trazia histórias do selo adulto da (casa de Batman, Superman, etc), enquanto a segunda reunia títulos dos personagens sombrios da reformulação conhecida como Novos 52, como Monstro do Pântano e Liga da Justiça Dark.

A editora se pronunciou nesta quinta (10) sobre o fim de Vertigo. “Como você já deve saber, a Vertigo mensal vai ser cancelada. É a única mudança na linha Vertigo no momento, os encadernados seguem firmes e fortes, nada mais está programado para mudar e não há nenhuma ameaça de cancelamento generalizado”, diz o texto. “A última edição chega às bancas na próxima semana. Se você é um dos leitores da revista, meu MUITO OBRIGADO. Valeu pela sua companhia até aqui!”

Como a Panini não divulga números de tiragem ou vendas, é possível imaginar que a Vertigo não vendia bem. A editora chegou a experimentar um esquema de assinaturas, que foi encerrado ainda no ano passado. Mas, dentro do tamanho do mercado nacional de quadrinhos – o que significa um sucesso? As mudanças feitas pela Panini, talvez, estejam mais próximas da real demanda do leitor que curte HQs mais adultas ou longe do universo habitual e saturado dos super-heróis. Os encadernados atendem a isso.

Já acompanhei diversas revistas por causa de um único título – e não há nada mais irritante do que isso. É o ônus que nós brasileiros sempre pagamos desde que a Marvel e DC ficaram populares por aqui. Os “mixes” foram parte do mercado e sempre serão. Como já disseram editores da Abril e da Panini, esse modelo ajuda a baratear custos e a cobrir o grande volume de material estrangeiro. Muita, mas muita coisa mesmo é puro lixo. Outras, valem a pena acompanhar. E algumas, simplesmente destoam do todo. É o caso de Gavião Arqueiro, que sai atualmente na revista de Capitão América & Gavião Arqueiro. Era o caso de Alias, na época de Marvel MAX, ou Os Surpreendentes X-Men, de Joss Whedom, em X-Men Extra, entre muitos outros exemplos.

Vertigo, que acaba de ser cancelada, era um caso à parte. A revista apresentava trabalhos pouco conhecidos do selo que seriam difíceis de saírem de outra forma. Casa dos Mistérios foi um desses casos. Não era um material maravilhoso, mas também não era ruim. Quem é fã do universo de , merecia ter acesso a ele para tomar suas conclusões. Ainda tínhamos Escalpo, que era a base de sustentação da revista por anos, e um dos melhores quadrinhos da Vertigo em anos. Merecia sair em formato livro ou encadernados? Com certeza. Mas, por causa dela, muitos que leitores da série tomaram conhecimentos de HQs interessantes, como Vampiro Americano, de Scott Snyder e Rafael Albuquerque, O Homem do Espaço, de Eduardo Risso, e diversas minisséries.

Os títulos de Dark e Vertigo agora sairão em encadernados especiais. Ganharão o tratamento semelhante às séries Y – O Último Homem, O Inescrito, entre outras. Ou seja, quadrinhos que não se interligam como complicado universo de super-seres e que possuem uma vida própria, com forte teor autoral. Talvez por isso, a Panini decidiu lançar a elogiada série de Demolidor, de Mark Waid, em vez de “escondê-la” em algum mix cheio de coisas bem medianas. A editora, enfim, está valorizando mais o material que tem em mãos.

Nós, colecionadores e leitores, servimos de laboratório todos esses anos para que chegássemos a esse bom momento do mercado editorial. Ainda não está perfeito, mas talvez seja hora de comemorar um pouco.

Leia Mais
Mercado HQ: Edição definitiva de Os Livros da Magia e mais mudanças na DC no Brasil

DC anuncia nova série da Vertigo, “Bodies”

BDS_Cv1_low-res-630x968

A anunciou um projeto ousado para o selo . A minissérie em oito partes Bodies vai abordar um trama que acontece nas décadas de 1890, 1940, 2014 e 2050. Cada roteirista vai retratar um dos quatro detetives da história em seis páginas.

A história vai misturar ficção-científica, política, sexo, suspense, além de abordar temas como sexismo e racismo. , , e fazem parte do projeto. A capa do número 1 é essa aí acima. (Via TerraZero)

Mercado HQ: Edição definitiva de Os Livros da Magia de Neil Gaiman e mais mudanças na DC no Brasil

Livros_da_Magia1aCapa

A Panini divulgou a capa de , obra de sobre um jovem aprendiz de bruxaria (dizem alguns até “inspirou” Harry Potter). Ilustrada por John Bolton, Scott Hampton, Charles Vess e Paul Johnson, a série saiu por aqui pela Abril entre 1991 e 1992 e depois pela Opera Graphica em 2001.

A edição da Panini dá um tratamento melhor à edição com papel couché e capa dura. Tem 204 páginas e um preço “em conta”, R$ 25,90. Para colecionadores da , é uma obra essencial que fala não apenas sobre magia e seus perigos, mas sobre a própria juventude. Chega agora em agosto.

dark

Outra novidade dos mundos sombrios da diz respeito à revista , um dos títulos mais legais da reformulação da editora. Agora, a revista será bimestral com 148 páginas. Homem-Animal, Monstro do Pântano, Andrew Bennet (de Eu o Vampiro) e Liga da Justiça Dark fazem parte do mix. Com a nova fase estreia a saga Mundo Podre, assinada por Scott Snyder (de Vampiro Americano e Batman) e Jeff Lemire.

sean_howe_rect

Livrão da Marvel no Brasil
A editora LeYa lança em setembro – A História Secreta, de Sean Howe – um dos ganhadores do Eisner Awards 2013 na categoria “Melhor livro relacionado a quadrinhos”. A obra conta a história da criação da Marvel, desde as primeiras criações de Stan Lee até as mega produções no cinema e a fusão com a Disney. A edição brasileira foi traduzida por Érico Assis e traz um apêndice inédito com todas as obras Marvel citadas no livro e lançadas no Brasil.

Na semana passada em Mercado HQ tivemos novidades de Deadpool e Arqueiro Verde.

O futuro da Vertigo segundo Dan Didio

Um dos chefões da , , explica o futuro da (selo adulto da editora e um bolsão de criatividade no meio de histórias regulares de super-heróis). De quebra, ele ainda dá uma dica de como trabalhar na empresa. Vi no Hector.

Jazz Metal é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020