Revista O Grito!

Jazz Metal — Por Paulo Floro

Tag: Fábio Moon

Protestos em SP, por Fábio Moon e Gabriel Bá

fabio-17-06-01

Os irmãos quadrinistas e criaram uma HQ como forma de mostrar apoio às manifestações que acontecem em todo o país desde a semana passada. Eles pedem menos violência nos protestos.

escreveu: Sempre expressamos nossas insatisfações em Histórias em Quadrinhos, acreditando podermos tocar muita gente e, talvez, mudar o mundo. Continuamos acreditando nisso, mas vamos às ruas nesta segunda-feira para defender outra coisa. A liberdade. Liberdade de estar lá. Liberdade de protestar. Liberdade de ir e vir. Este é o nosso país, essa é a nossa cidade. Aqui, nós somos livres.

fabio-17-06-022

17-junho-p01

17-junho-p02

17-junho-p03

17-junho-p04

Fábio Moon, Gabriel Bá e Murilo Martins recriam mestres das HQs

fabioinfantino

Os quadrinista brasileiros , e Murilo Martins foram visitar o International Comics Art Forum (ICA), em Portland, nos EUA e acabaram participando de uma jam em homenagem aos mestres das HQs.

Eles recriaram desenhos famosos de Maurice Sendak, e . Craig Thompson (autor de Habib) postou detalhes em seu blog.

O trabalho de Fábio Moon e Gabriel Bá para B.P.R.D., de Mike Mignolla

untitled-1-1361303724

Os quadrinhistas brasileiros e deram uma entrevista ao site Comics Alliance sobre a HQ B.P.R.D., do universo de Hellboy, que eles lançam nos EUA em março. O mais importante da matéria são as páginas que foram divulgadas da obra. O resultado é incrível e traz ainda o trabalho de cores de Dave Stewart.

Famosos no exterior, onde já lançaram HQs autorais como , os irmãos assinam esta B.P.R.D.: Vampire #1, que mostra o bureau de investigações paranormais em busca de um clã de vampiros. A série criada por , autor de Hellboy mostra um grupo de agentes místicos que protege os EUA de ameaças do outro mundo.

Veja mais imagens abaixo.

bprdvmp-1-pg-01

gabriel

bprdvmp-1-pg-05

bprdvmp-1-pg-04

Curta Mesa Para Dois baseado em álbum de Gabriel Bá e Fábio Moon na íntegra

é um curta baseado em um álbum de mesmo nome, parte da série 10 Pãezinhos dos irmãos e . Com direção de Amilcar Oliveira, ele foi disponibilizado na íntegra no YouTube. Veja acima. Quem vive o personagem principal é o quadrinhista Lourenço Mutarelli. (via Omelete)

São Luís por Fábio Moon e Gabriel Bá

moon

Perto do finalzinho do ano, a Casa21 (com distribuição da Zarabatana) lança novos volumes da coleção . Um deles mostra a visão de e para São Luís (Maranhão). O outro volume é Niterói, com desenhos de Joaquim da Fonseca. Cada edição custa R$ 69.

Warren Ellis curte Moon e Bá

O escritor vem fazendo uma série bem legal em seu blog mostrando trabalhos interessantes utilizando três quadros. Ele deu destaque até aos brasileiros e , que publicam suas tiras na Folha de S. Paulo. Tem também Paul Pope. Tem mais aqui.

Auto retrato

O blog de Fábio Moon e Gabriel Bá é sempre um passeio prazeroso. Acima é o Moon em auto retrato

Bá e Moon de volta ao indie

Gêmeos famosos das HQs, e lançam HQ independente

Por Paulo Floro

Reproduzo aqui minha última sobre quadrinhos do JC Online que saiu semana passada. O assunto foram os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá. Eles lançam mês que vem no Rio de Janeiro a nova HQ Atelier.

Numa época em que as editoras estavam se lixando para os quadrinhos (poucos títulos chegavam às livrarias), os gêmeos paulistas Fábio Moon e Gabriel Bá tinham uma ideia bastante avançada de onde podiam chegar desenhando HQs. O fanzine 10 Pãezinhos fez bastante sucesso quando era um produto totalmente independente e foi o passaporte para os dois conseguirem mais espaço no mercado editorial brasileiro e também internacional. E é ao indie que a dupla retorna no próximo mês com Atelier.

O gibi será lançado durante a Rio Comic-Con, um dos maiores eventos do gênero no Brasil e que acontece no Rio de Janeiro entre os dias 9 e 14 de novembro. Antes, Moon e Bá fazem o lançamento no New York Comic Con e no Crack Bang Boom, convenção internacional na Argentina. Foi feito no esquema independente custeado do próprio bolso dos artistas.

Essa abertura que os dois têm no circuito internacional é fruto de muita dedicação e de uma visão muito profissional sobre quadrinhos. Em uma passagem pelo Recife, no finado festival internacional que existia por aqui, os dois revelaram que passaram muitos anos viajando aos EUA para apresentar trabalhos. Hoje, recebem convites.

As conquistas (merecidas) da dupla são muitas e dizem muito ao público não conhecedor de quadrinhos, ou àqueles que leem esporadicamente: vencedores do prêmio Jabuti, da Academia Brasileira de Letras, vencedores do Eisner Awards, maior honraria da área entregue nos EUA, entre outros prêmios, como vários HQ Mix, maior premiação nacional.

Atelier, como outras HQs de Moon e Bá falam do universo urbano, com uma dose de subjetividade e dilemas comuns a qualquer pessoa. “Pensando nos próximos eventos de Quadrinhos que nos esperam, um nos Estados Unidos, um na Argentina e um no Brasil, ficamos pensando o que cada um desses públicos diferentes conhece do nosso trabalho”, disse Moon em seu blog.

No Brasil ou fora, nunca foi um momento tão bom para descobrir Fábio Moon e Gabriel Bá.

ATELIER
Dos fanzinos xerocados para diversas obras em livrarias, o caminho foi longo. Os irmãos mantêm um blog com grande parte de seu trabalho. Eles publicam lá as tiras semanais que saem na Folha de S. Paulo. Falam também do processo criativo e antecipam novos trabalhos.

MULTIPLICADOS
O trabalho de Moon e Bá estão espalhados por diversas editoras. Aqui e nos EUA. Eles também fazem trabalhos sozinhos. Bá desenhou a HQ Umbrella Academy escrita por Gerard Way, vocalista da banda de rock My Chemical Romance.

CATECISMO DA DUPLA
Obras principais para quem quer adentrar ao trabalho da dupla. Todas podem ser encontradas em livrarias e comic-shops.

10 Paezinhos – Crítica (Devir)
Um dos mais elogiados livros da série que fez a fama dos irmãos, Crítica traz histórias de amor e desencontros e é uma bela homenagem à juventude.

10 Pãezinhos – Fanzine (Devir)
Este livro remonta os primórdios da HQ e serve pra fazer um contraponto de como a dupla evoluiu nesses mais de dez anos.

5 (Independente)
Produzido em parceria com o brasileiro Rafael Grampá, a americana e o grego Vasilis Lolos, esse pequeno gibi de histórias curtas trouxe o maior prêmio da indústria das HQs aos irmãos. À venda em lojas de quadrinhos.

O Alienista, de Machado de Assis (Agir)
Essa adaptação de uma obra literária mostrou o talento dos irmãos em ousar na linguagem imprimindo seu estilo à uma história tão conhecida. Já é usado em salas de aula brasileiras. Venceu o prêmio Jabuti.

Internet é coisa do demo

No 10pãezinhos, do e

Fábio Moon e Gabriel Bá 2010

“Nosso projeto mais ousado. Nossa maior história. Não importa se está saindo nos EUA e não aqui. Não precisa ter pressa. É só uma questão de tempo. vai mudar tudo.”

Quem dá o recado são os irmãos gêmeos, e , dois dos mais reconhecidos quadrinhistas brasileiros no mundo. Eles estão falando sobre Daytripper, projeto que eles anunciaram desde julho de 2008. A série, dividida em dez capítulos, fala sobre um homem que deseja ser escritor.

Quem lança nos EUA, é a Vertigo, neste primeiro semestre.

Esquema indie: Moon e Bá, Becky e Vasilis

Becky Cloonan, Fábio Moon, Gabriel Bá e Vasilis Lolos. O mundo já descobriu o quanto é importante ficar de olho nessa trupe. Depois de vencerem o Eisner Awards por melhor antologia (5, ainda disponível em algumas comic-shops por 5 pila), eles emendam projetos e continuam bem articulados, morando em três países diferentes. O novo filhote é , que chega à segunda edição. A Becky divulgou a capa em seu blog.

O CBR publicou uma matéria sobre o lançamento, onde conta com eles se conheceram. Os gêmeos Moon e Bá encontraram a moça no Comic-Con de 2004, andando pra cima e pra baixo com um grego esquisito, o Vasilis. Àquela época todos eram promessas no mercado editorial americano de quadrinhos. Os brasileiros tinham lançado Ursula, pela AiT/PlanetLar, Cloonan desenhava Demo, de Brian Wood e Lolos era o autor de The Pirates of Coney Island.

A matéria destaca ainda o modo de trabalho desses autores. Mesmo com contatos entre editoras americanas como Oni Press, Image e outras, eles ainda mantém um método bastante independente com relação à feitura e distribuição das HQs. Vide o exemplo de 5 e do primeiro número de Pixu.

Fiz uma entrevista com o Fábio e Gabriel, ano passado, aqui.

Jazz Metal é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020