Revista O Grito!

Jazz Metal — Por Paulo Floro

Data: 16 de março de 2012

Vídeo de 10 horas com Darth Vader respirando

respirando. 10 horas!! Parabéns internete.

Uma cidade para as pessoas

Uma das principais questões hoje no diz respeito à mobilidade. E o pensamento pequeno e imediatista do Governo quer resolver tudo a médio prazo e dando mais espaço para os carros – o que no futuro vai gerar mais e mais engarrafamentos. A construção de quatro viadutos na Avenida Agamenon Magalhães é uma das principais provas da falta de planejamento a longuíssimo prazo do governador Eduardo Campos.

Lendo sobre cidades feitas para as pessoas, encontrei essa entrevista com , responsável por mudar a cara de copenhague, nos anos 1960. Essa resposta dele, sobre Recife abrir mais espaço para carros, reflete bem a decisão nada inteligente do Governo.

O senhor fala em trânsito, problema grave no Brasil. Quais as soluções para essa questão?
O congestionamento é, sem dúvida, um dos maiores problemas das grandes cidades do mundo. E a chave para resolvê-lo é entender que a demanda correta não deve ser por mais transporte público ou ciclovias ou calçadas. Deve ser por mais opções, por mais liberdade de escolha de meios de se locomover do ponto A ao ponto B. Só ciclovias ou só transporte público não resolvem, mas uma combinação dos dois com boas calçadas e vias exclusivas de pedestres começam a deixar a cidade mais interessante e a dependência que se desenvolveu do carro começa a diminuir. Mas, ainda assim, muita gente vai continuar se locomovendo de carro, por comodidade. Então, junto com o aumento de opções de locomoção, é preciso diminuir o uso dos carros, dando menos lugar a eles. Quanto mais ruas, mais carros, quanto menos ruas, menos carros. Se você oferecer infraestrutura, a sociedade vai utilizá-la. Então, tirar espaço dos carros, ou proibir que estacionem nas ruas, são algumas das formas de garantir que eles sejam menos usados, em especial em curtos trajetos. E aí, as pessoas que realmente precisem de um veículo para se locomover, seja porque a distância é longa demais, seja porque é uma emergência, terão espaço para dirigir.

Jazz Metal é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020