, com tradução do Erico Assis no Omelete, é destaque entre os lançamentos.

Para quem gosta de quadrinhos, este final do mês de maio representa um adicional de ansiedade e um desejo de retomada do bom momento que o mercado nacional vinha vivenciando desde o ano passado.

O esperado selo da Companhia das Letras, a Quadrinhos na Cia colocou hoje à venda os primeiros quatro volumes. A Conrad também voltou às prateleiras, com novas HQ’s de Manara e inédito de André Toral. E tem a Panini, com o anúncio de mais boas séries em livrarias, como Eu Sou Legião, desenhada por . #momentootimista.

Ontem chegou à redação Três Dedos, de Rich Koslowski. A resenha entra na edição de segunda da Revista O Grito!. Voltando à Cia das Letras, seu principal destaque é mesmo Blankets, que aqui ganhou a tradução de Retalhos. Trata-se da obra maior de e num futuro próximo será considerada uma das mais importantes obras da literatura desta década. Assim como Jimmy Corrigan, do – que também sairá no Brasil, encontrei Blankets num sebo em Recife, mas agora dá muito gosto ver a edição nacional.

Mais motivos para ânsia? Cachalote, de Daniel Galera e Rafael Coutinho será lançada em agosto. Até lá, o hype vai crescendo sem cabresto.

A saber, a lista das novidades:

O Chinês Americano, de Gene Luen Yang
[Cia das Letras, 240 páginas coloridas, R$ 47,50]. Uma das graphic novels mais elogiadas em tempos recentes, já estava nas prateleiras brasileiras em inglês, desde 2007

Retalhos, de Craig Thompson
[Cia das Letras, 590 págs p&b, R$ 49]

Jubiabá, a adaptação da obra de Jorge Amado por Spacca
[Cia das Letras, 80 págs coloridas, R$ 33]. Segundo a editora, o artista já está trabalhando em novas obras. Spacca sempre foi bem quisto pela editora, claro que estaria neste novo projeto.

Nova York: A Grande Cidade
[Cia das Letras, 430 págs, R$ 55] Reúne quatro álbuns de Will Eisner: Nova York, O Edifício (já publicados no Brasil, mas esgotados), City People Notebook e Invisible People (inéditos). De extras, ainda traz desenho inédito de São Paulo por Eisner e uma introdução de Neil Gaiman.

Três Dedos: Um Escândalo Animado, de Rich Koslowski
[Gal, 144 págs, R$ 39,90] Conta a história em tom ficcional de Mickey Mouse e seu criador. Vencedor do prêmio Ignatz, era muito aguardada desde seu anúncio ano passado.

Homem Sem Medo, de Frank Miller e Jonh Romita Jr
[Panini, preço e nº de págs não informados] Série que revitalizou o herói, fez muito sucesso à época de seu lançamento e teve duas re-edições pela Abril. É uma das obras mais importantes de Miller e conta a origem do Demolidor.

: Descanse em Paz, de
[Panini, 100 págs, R$ 7,50] Esperada série onde o polêmico escritor escocês irá mandar o morcegão desta para melhor. A editora anunciou a estreia para a edição 80, mês que vem.

Outros títulos estão no gatilho, mas sabe-se apenas que sairão “este ano”. Conforme mais certezas forem chegando, comento por aqui.

Comentários