Revista O Grito!

Jazz Metal — Por Paulo Floro

Mês: maio 2009 (Página 1 de 4)

No Play – Daft Punk

Nos EUA, cartunistas sofrem com a crise

Este final de semana acontece a convenção anual da National Cartoonists Society, em Hollywood. O assunto desta vez é a , que está ameaçando o trabalho de muitos cartunistas. Com o fim – ou a ameaça de fim – de muitos jornais nos EUA, o espaço para as tiras está sendo reduzido. Outras, por contenção de gastos, foram cortadas.

Esta matéria do Los Angeles Times faz um apurado das perdas sofridas pelos cartunistas americanos desde o ano passado. Conta por exemplo, que o gigante Washington Post diminuiu seu espaço para tiras, e colocou cinco delas – entre elas a famosa “Little Dog Lost” apenas na versão online. O Seattle Post-Intelligencer e o Capital Times também seguiram a receita.

Interessante entender o método de sobrevivência de muitos autores. Sobretudo aqueles que passaram a vida toda acreditando na infabilidade do suporte papel. Para ler a matéria toda, vem aqui.

Aqui no Brasil, será que é cedo para esta discussão ser iniciada?

Jens Lekman está chegando

O Waldick Soriano dos indies está chegando. Muito ansioso por esse show.

Them Thangs

Do you want me to tell you something really subversive? Love is everything it’s cracked up to be. That’s why people are so cynical about it. It really is worth fighting for, being brave for, risking everything for. And the trouble is… if you don’t risk everything, you risk even more. Erica Jong

Subversão, paixão, sexo. Ótima curadoria de imagens deste blog, que é quase um manifesto estético.

Fds

Tem vezes que a gente não acredita.

Copacabana


Pensa, Diana, pensa

Amanhã este blog viaja para o Rio de Janeiro. Nenhuma pauta, nenhuma pesquisa relacionada à quadrinhos, nenhuma entrevista marcada. Um fds de descanso, sobretudo para meus tendões.

Mas, claro, não vou me fazer de rogado em conhecer sebos e livrarias. Por coincidência achei esse preview de Copacabana, HQ do e do , que sai pela Desiderata. Aliás, a Dona Laura, livraria do Lobo, que fica na Casa de Cultura Laura Alvim é um dos pontos da minha agenda no Rio.

Beat por email

Do ócio eles tiram sua razão de ser, vagando de bar em bar, promovendo festinhas em apartamentos minúsculos, regadas a álcool, drogas e muito papo cabeça. “Enquanto você estiver criando alguma coisa, tudo bem. O único pecado é desperdiçar as suas potencialidades”, diz o ainda adolescente Philip, ecoandoavant la lettre um ingênuo mantra beatnik, depois de mamar numa garrafa de Canadian Club que sua amiga lésbica Agnes afanou de um bar, e tossindo a fumaça da maconha ruim que Dennison lhe apresentou.

Com a quantidade de informação que meu Gmail recebe diariamente, é difícil ser tocado por um release. Mas este foi o caso do novo lançamento da Cia das Letras, E os hipopótamos foram cozidos em seus tanques, escrito por e . Fiquei ansioso para comprar o livro, tanto por admirar os dois escritores e mais ainda por repescar a adolescência, quando impressionável, imaginava um dia conseguir o mínimo de vivência beat. Acabei virando jornalista, mas isso já é outra história.

Falando em ídolos, também chega às livrarias, Vida de Escritor do Gay Talese.

Toda a loucura de Grant Morrison em filme

Está causando comoção o documentário sobre o escritor de quadrinhos . Blogs que cobrem HQ’s no mundo inteiro postaram o trailer da película.

Dirigido por Patrick Meaney e Jordan Rennert, a previsão de estreia é só para o ano que vem. No entanto a repercussão está fazendo a produtora Respect! Films adiantar outro documentário, desta vez sobre os X-Men, também para 2010.

Nascido em 1960 na Escócia, Morrison tem no currículo obras importantes dos quadrinhos, como Patrulha do Destino, Asilo Arkham, Novos X-Men, Homem-Animal, Os Invisíveis e All Star Superman. Além de sua inegável genialidade, ele também é conhecido pela excentricidade. Já foi até eleito o homem mais estiloso da Escócia numa votação nacional.

Não temos dúvidas.

Por aqui, é aguardada a chegada de outra controversa série de sua autoria, o arco – Descanse Em Paz, que a Panini publica a partir deste mês. Nele, como o próprio título alude, o morcegão vai – parece – morrer. Seja lá o que isso signifique para a DC.

Balanço

Kate Beaton declarando seu amor por . Vale a pena uma olhada nas tiras do blog todo.

Caso Dez na Área: Olgária não entende de HQ, muito menos de futebol

mostrando na agência Carta Maior o quanto entende de quadrinhos:

Independentemente de sua utilização, o fato de este material [a HQ ] ter sido cogitado para as escolas públicas indica de que maneira o Estado produz intensivamente a exclusão, educando os mais pobres para permanecerem na pobreza.. Elitista, o Estado impede o acesso dos despossuídos à cultura formal, tornando-a privilégio de uma elite. “Genocídio cultural”, na expressão de Pasolini.

Menos prolixo, Marcelo Tas esperou o calor da polêmica amainar para se expressar, contudente:

Pensa-se a escola com a mesma cabeça do tempo que o professor era a ÚNICA fonte de informação dos alunos. Assim, é atribuído ao livrinho de quadrinhos poderes destruidores. Como se fosse ele, não o eterno blablablá dos políticos e o raquítico estado da Educação no país, o responsável pela criação de uma nova geração de deliquentes.

Discernimento, gente, discernimento! Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!

Caretas de plantão: vão pentear macacos! Puta que pariu, gente! Quem nunca falou um palavrãzinho na vida que atire a primeira pedra, caralho!

Pra encerrar, Xico Sá escreveu na Folha de S. Paulo sobre o caso. Que goleada.

Sim, pode ser inadequado, no sentido moral e cívico, para a faixa etária do ensino básico, mas a gurizada iria se divertir e se interessar mais pela leitura do que sob a palmatória da chatice bilaquiana ou alencarina. “Última flor do Lácio, inculta e bela,/ És, a um tempo, esplendor e sepultura;/ Ouro nativo, que na ganga impura/ A bruta mina entre os cascalhos vela…” E dá-lhe Bilac na rapaziada.

Aqui em casa eu prefiro o time que contou as inocentes historinhas do “Dez na Área”: Allan Sieber, Caco Galhardo, Custódio, Fábio Moon e Gabriel Ba, Fabio Zimbres, Lelis, Leonardo, Maringoni, Osvaldo Pavanelli e Emílio, Samuel Casal e Spacca. Tem ainda o Karmo, na posição de gandula.

Noves fora o quiprocó pedagógico, é mesmo um belo livro sobre futebol. Como diz o genial Tostão no prefácio: “Faltava uma obra como essa para crianças e adultos”. A maldade do palavrão está na cabeça de quem o condena. O palavrão é bênção divina no futebol, na literatura, no desafogo, na topada, no pânico, no trânsito. E na cama.

Pronto, por mim, a polêmica pendurava as chuteiras. O ruim é que o Serra não poderá ser rebaixado.

Adolescentes depressivas dá o tom em Skim


Papo “barra” entre as duas amigas é mote de

A HQ Skim, das canadenses Mariko Tamaki e Jillian Tamaki foi destaque hoje no jornal espanhol El País. O gibi, sucesso de crítica nos EUA foi lançado em Madri pela Ediciones La Cupula.

Tive conhecimento de Skim após ver os indicados ao Eisner Awards. Conta a história de adolescentes depressivas, e pelo pouco que vi, tem traços que remetem a subjetividade e delicadeza de um David B. (Epiléptico) ou Alison Bechdel (Fun Home). Tudo, claro, numa perspectiva mais juvenil. É como se o seriado Gossip Girl tivesse Velvet Underground como trilha. Até o momento, nenhuma editora brasileira adiantou interesse na série.

Mariko revelou ao El País que muito do que escreveu na HQ teve a ver com fatos de seu período escolar.

“Las compañeras de Skim se parecen mucho a las chicas con las que fui al instituto, con varios personajes que representan distintos rasgos de gente diversa”

Pensando os 70 anos do Morcego

Amanhã começo a pensar no especial dos 70 anos do para a Revista O Grito!. O desafio é falar do personagem sem apelar para matérias históricas. Alguns nomes para colaborações estão no papel, mas ainda estou em busca de sugestões.

Falando em Batman, o quadrinhista Rafael Grampá postou em seu blog um desenho feito a pedido da DC para as comemorações dos 70 anos do herói.

Página 1 de 4

Jazz Metal é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020