FELIZES ESTRANHOS
Banda que se apresenta no Brasil no Planeta Terra é da mesma escola – literalmente – do Animal Collective e seduz ouvintes pela esquisitice

Por Breno Soares
Colaboração para a Revista O Grito!

A banda Yeasayer, formada no Brooklyn em 2005, tem uma eclética jornada pelo pop, rock, folk, dub, psicodélico, com uma sonoridade bruta e ritualística, com uma simples tarefa: transcender gêneros. Eles são realmente uma colagem de estilos que se harmonizam.

Tem no vocal e teclados Chris Keating e vocal e guitarra Anand Wilder, ambos criados em Baltimore, onde eles desenvolveram suas habilidades musicais em uma banda do colegial, Park School of Baltimore (onde também surgiu o Animal Collective), que se chamava Transit, antes de deixar a cidade para cursar diferentes faculdades, Keating em Rhode Island e Wilder na Pennsylvania. “Nós éramos muito ligados em The Cars, The Clash, Pavement, Weezer, The Rentals, Built to Spill”, relembra Anand Wilder.

Wilder passou seu tempo na Pennsylvania trabalhando em seu projeto musical, considerado ambicioso na época, chamado Break Line, inspirado no filme de Will Oldham, strelado por John Sayles, Matewan. Keating estava apresentando-se solo como Diamond Eagle, mas cansou-se do trabalho solo. Ele convidou Wilder e seu primo Tuton, logo quando surgiu a vontade de ser uma banda.

Algum tempo depois, ambos mudaram-se para Nova Iorque em começaram a formatar o projeto que logo tornaria-se o Yeasayer. O primo de Anand Wilder, Ira Wolf Tuton, juntou-se ao grupo como o baixista e Like Fasano foi o último membro a compor a banda em Maio de 2006. “Quando eu vi o Animal Collective tornar-se um sucesso, eu realizei: Ei! Isso não é tão difícil! Se você tem ambição e boas ideias, você pode levar isso tão longe quanto você queira” disse Wilder.

Eles começaram à partir daí a trabalhar na gravação do seu album de estreia, All Hour Cymbals, que revelou-se aclamado pela crítica em outubro de 2007, além de todos os comentários positovos a respeito dele na blogosfera.

Apesar da curta trajetória eles já têm uma certa bagagem, pois já tocaram em renomados festivais como o Lollapalooza, Austin City Limits Festival, no Pitchfork Music Festival, Coachella Music Festival e nos aclamados Reading e Leeds Festival. Além dessas aparições no início de carreira, eles foram banda de apoio do cantor Beck e em 2008 excursionaram com o MGMT e com o Man Man. No mesmo ano de 2008 eles fizeram um show público a capela, chamado de 'Take Away Show', no Metrô de Paris.

Quando chegou o momento de começarem as gravações de seu segundo álbum, eles alugaram a casa do percussionista Jerry Marotta em Woodstock, Nova York. Dessa viagem em todos os aspectos, surgiu o álbum Odd Blood, por volta do finzinho de 2009 e começo de 2010, mostrando um diferente aspecto da banda, com mais sons dançantes e sintetizadores.

“O que estamos nos propondo a fazer é não nos por encostados em um canto”, disse o baixista Ira Wolf Tuton. “Isto não é nada que seja acidental. Eu penso que é definitivamente uma missão em partes para nós. Uma vez que você se põe em um canto você fica em um canto. Uma vez que bandas estão em gêneros, é muito difícil para eles redefinirem-se”

VÍDEOS

A banda é mestre nos vídeos esquisitos. Além dos dois clipes abaixo, vale a pena participar do clipe interativo de Ambling Alp.

Sem mais artigos