Divulgação

WHITE STRIPES
Icky Thump
[Warner Bros., 2007]

Dois anos e alguns dias depois, o duo mais famoso do cenário roqueiro lança seu novo álbum. Icky Thump, bem diferente dos antigos White Stripes e o primeiro pela gravadora Warner Bros. A banda, conhecida por seu som de garagem e blues-rock, e por ter influências de Led Zeppelin e The Kinks, não repaginou seu som. As surras na bateria, os riffs criativos e poderosos, o vocal estridente e esbaforido de Jack e o folk, entre outros elementos, continuam fazendo parte da sonoridade da dupla, só que dessa vez envoltos no maior peso das guitarras. Além disso, o piano ficou de fora dessa vez, dando espaço para a experimentação de outras texturas – como o tango, por exemplo.

Obviamente, Icky Thump não é uma obra-prima como Elephant (2003) e se diferencia por ser mais sujo e pesado do que seus antecessores. O álbum começa com seu primeiro hit, “Icky Thump”, carregado de riffs pesados e um “lalalalala” gritado por Jack. A letra parece ser uma crítica às leis de imigração norte-americanas.

“You Don’t Know What Love Is (You Just Do As You’re Told)”, além do ótimo nome, é adorável com sua levada mais country, comum a canções mais antigas da banda como “As Ugly as I Seem” e “Hotel Yorba”. A maior pérola de Icky Thump, a canção “Conquest”, cover de Patti Page, tem logo no começo Jack gritando “Cooonqueeeeeeeest”, em meio à guitarra extremamente pesada e a trompetes alucinados. A canção sintetiza toda a complexidade instrumental que está por trás do White Stripes: os tempos regidos pela dupla guitarra e bateria realmente já eram. Reza a lenda que Jack conheceu o trompetista que toca nessa faixa num restaurante mexicano em Nashville, cidade onde foi gravado Icky Thump.

“I’m Slowly Turning Into You”, com suas paradinhas, tem um boato em torno dela: dizem que foi escrita por Jack especialmente para acompanhar uma idéia de videoclipe do diretor Michel Gondry.

“Icky Thump” pode não ser genial como um todo, mas garante bons momentos de diversão e mostra a o porquê da importância do White Stripes no atual contexto rock. [Mariana Mandelli]

NOTA: 8,5

Sem mais artigos