Canadenses são experts em rocktrônica e não deixa ninguém parar

we-are-wolves.jpg

WE ARE WOLVES
Total Magique
[Dare To Care, 2007]

We Are Wolves - Total MagiqueAs pistas de dança precisam constantemente de bandas como o trio canadense We Are Wolves. Construídas para movimentar os corpos e atiçar os espíritos diletantes em clubes e festas, não se libertam desse jugo e são certeiras em lançar hits. Total Magique, responde aos critérios e trazem em suas treze faixas combustível suficiente para varar a noite.

Recheado de sintetizadores, este segundo disco da banda (o primeiro leva o singelo nome de Non-stop je te plie en deux) consegue explorar bem os limites entre o indie-rock e a eletrônica. Rola até uma vozes distorcidas à Kraftwerk e um pouco de punk garageiro. Difícil é escolher uma para soltar nas pick-ups. “Total Slide” é a mais caótica, mas tem também “Vietnam” e “I Wrote My Name On My Kite”, igualmente destruidoras. A desvantagem de bandas tão coesas e específicas como o We Are Wolves é que elas perdem sua razão de existir quando acaba a festa. Para os animados 24 horas, é trilha sonora perfeita para todos os momentos. Repeat contínuo. [Paulo Floro]

NOTA: 6,5

Sem mais artigos