Da Revista O Grito!, no Recife

Depois da onda de vampiros, a TV americana abre passagem para os zumbis. Estreia nesta terça (2) no Brasil a série Walking Dead, uma das mais aguardadas desta temporada. O lançamento é mundial e acontece em diversos países além do Brasil. Exibida pelo canal norte-americano AMC, por aqui passará na Fox, às 22h.

» Zumbis passeiam por cidades do mundo para promover série
» Artista mostra celebridades como zumbis

A história é baseada nos quadrinhos do mesmo nome escrita por Robert Kirkman e publicada pela HQM Editora. A história mostra o delegado Rick Grimes (Andrew Lincoln) que acorda em um hospital e descobre que a cidade foi tomada por zumbis. Ele parte então em busca de sua esposa, interpretada por Sarah Wayne Collis e seu filho, o ator Chandler Riggs. O desenrolar da trama se dará através da sobrevivência desses protagonistas.

Mas o que deve prender a atenção do público é o desenvolvimento dos personagens. É esta a principal característica dos produtores do canal AMC, que exibe o sucesso Mad Man. A trama é apenas uma base para que os personagens ganhem profundidade e criem empatia com quem assiste. Quem produz Walking Dead é Frank Darabont (do filme À Espera de Um Milagre), com três indicações ao Oscar no currículo.

A produção terá apenas seis episódios, mas já tem uma segunda temporada garantida. Será exibida por aqui apenas três dias após dos EUA (os americanos viram a estreia no domingo) e vai apostar naquele tipo de consumidor viciado em seriados, que baixa quase tudo que é lançado. A estratégia representa um novo momento para os seriados americanos, acreditam produtores. Cada vez mais voltados para o mercado internacional, os seriados agora não podem mais ser pensados apenas como um entretenimento nacional ianque.

A principal concorrente, HBO tem feito parecido. A última temporada de True Blood teve seu episódio final exibido simultaneamente com os EUA. Walking Dead foi vendida a 120 países.

Sem mais artigos