Taylor Swift em performance no VMA (Foto: Divulgação/MTV)

Por Eduardo Dias
Do Cultura Clipe

Nos últimos cinco anos, enquanto os artistas se renovam e deixam de fazer parte do público-alvo da MTV, assistir aos shows do VMA tem sido o melhor da premiação. Não teve sangue ou cobras no palco, como o fizeram Lady Gaga e Britney em momentos passados, mas teve boas músicas em bonitas performances.

Linkin Park e Justin Bieber fizeram shows externos ao Nokia Center de Los Angeles. Os roqueiros foram para um observatório da cidade – um dos ponto mais altos – para cantar “The Catalyst”, presente no novo disco. Bieber ainda precisa de muitos anos de carreira para fazer uma performance memorável (a MTV o anunciou assim) e seu medley de “Somebody To Love” e “Baby” foi só Ok, apesar da histeria fingida das fãs.

No palco, Eminem e Rihanna fizeram uma apresentação um tanto morna e com cara de descuido de “Love The Way You Lie”. Usher empolgou e levantou a galera, mas com a música “DJ Got Us Fallin’ In Love” seria difícil não conseguir isso.

Florence + The Machine cantaram “Dog Days Are Over” e trouxeram para o palco um pouco do universo de sonhos do clipe. Merecia mais destaque. O rapper Drake escalou Mary J. Blige para abrir sua apresentação de “Fancy” e acertou em cheio. A ótima voz da cantora prendeu toda a audiênica.

Bruno Mars abriu a apresentação do rapper B.o.B. cantando ao piano “Beautiful Girls”. B.o.B. tem começado a estourar lá fora e após cantar “Nothin’ On You” chamou Hayley Williams do Paramore para cantar o ótimo hit “Airplanes”. A vocalista foi para a sua banda cantar seu último single “The Only Exception”.

A noite do VMA 2010 foi apenas uma continuação da noite do VMA 2009 com o “episódio Kanye”. Primeiro, Taylor Swift entrou para cantar em um cenário exageradamente over sua nova música “Innocent”. A menina precisa aprender que nem todas as pessoas são boas e que essa vibe mocinha do interior cansa. A música desabafa as mágoas da cantora com o mundo. OK, a música pop sempre fez isso, é o momento dela, mas é preciso mais maturidade para o pop.

Kanye fez uma grande apresentação como sempre. A música “Runaway” é um pedido de desculpas – ele canta “Let’s have a toast for the douchebags”. Ao mesmo tempo, ele usa adjetivos que lhe cabem muito bem – assholes, douchebags e jerks. Pediu desculpas depois da merda que fez e continua sendo melhor artista que a mocinha do interior.

Premiação
2009 foi o “ano Single Ladies” no VMA. Beyonce ganhou quase tudo. Taylor Swift foi um acidente de percurso para o grande hit. 2010 estava marcado para ser o “ano Lady GaGa”. E foi. Com 8 prêmios, (7 por “Bad Romance” e 1 por “Telephone”), ela se tornou o fenômeno que prometia ser – o prêmio de Vídeo do Ano só comprova isso.

O outro grande vencedor da noite de ontem foi Eminem com “Not Afraid” e se escora no sucesso que fez há quase 10 anos. Seu último trabalho tem sido recebido com muitos elogios, mas a questão mais importante não está sendo feita: por que a Rihanna participa do primeiro single do álbum? Quando fez sucesso com The Real Slim Shady, Eminem não tinha palavras bonitas para as cantoras do pop.

Justin Bieber venceu o prêmio de Artista Revelação e não tem fôlego, como a Lady GaGa, de fazer uma rápida transposição para os prêmios principais em 2011. 30 Seconds To Mars ficou com o Melhor Clipe de Rock.

Nas categorias técnicas, GaGa ganhou metade – Melhor Coreografia, Melhor Vídeo de “Dance Music”, Edição e Direção. Melhor Cinematografia – o que corresponde à fotografia e iluminação, a grosso modo – ficou com o ótimo e esquecido “Empire States Of Mind” de Alicia Keys e Jay-Z. Efeitos Especiais foi, merecidamente, para “Uprising” do Muse. Direção de Arte ficou com Florence + The Machine por “Dogs Days Are Over”.

Vendo a lista de vencedores, o sentimento de obviedade é inevitável. Ganha quem faz mais marketing e quem tem a maior torcida.

Vídeo do Ano
Lady Gaga – Bad Romance

Melhor Colaboração
Lady Gaga com Beyoncé – Telephone

Melhor Vídeo Feminino
Lady Gaga – Bad Romance

Melhor Vídeo Masculino
Eminem – Not Afraid

Melhor Vídeo Hip-Hop
Eminem – Not Afraid

Melhor Artista Novo
Justin Bieber com Ludacris – Baby

Melhor Vídeo Pop
Lady Gaga – Bad Romance

Melhor Vídeo Rock
30 Seconds To Mars – Kings and Queens

Vídeo Revelação
Black Keys – Tighten Up

Melhor Vídeo de Música de Dança
Lady Gaga – Bad Romance

Melhor Direção Artística
Florence and the Machine – Dog Days Are Over

Melhor Coreografia
Lady Gaga – Bad Romance

Melhor Cinematografia
Jay-Z e Alicia Keys – Empire State of Mind

Melhor Realização
Lady Gaga – Bad Romance

Melhor Edição
Lady Gaga – Bad Romance

Melhores Efeitos Especiais
Muse – Uprising

Sem mais artigos