Uma bagatela de R$ 400 milhões selou o acordo entre Paul McCartney e o serviço de músicas online iTunes para a venda dos hits da banda inglesa Beatles. O dinheiro será dividido entre McCartney, Ringo Starr, os familiares de John Lennon e George Harrison, e também entre o cantor Michael Jackson e as gravadoras EMI e Sony, que detêm os direitos sobre algumas músicas da banda.

Steve Jobs poderá, finalmente, realizar seu sonho de lançar seus próximos iPods com a obra dos Fab Four.

Sem mais artigos