Um diário até então desconhecido de José Saramago (1922-2010) foi encontrado em seu computador, afirmou a agência France Press. A notícia causou alvoroço no mercado editorial internacional. Uma edição desse diário será publicado em Portugal e na Espanha, segundo a escritora Pilar Del Río, viúva do autor.

Este diário é o último volume da série Cadernos de Lanzarote e foi escrito em 1998, ano em que Saramago venceu o Nobel de Literatura (até hoje o único autor em língua portuguesa a vencer o prêmio).

O volume estava em uma pasta dentro do computador de Saramago. Nem a própria Pilar tinha conhecimento. Saramago é autor de clássicos como O Evangelho Segundo Jesus Cristo e Ensaio Sobre a Cegueira.

No Brasil seus livros são publicados pela Companhia das Letras.

Sem mais artigos