O último disco da banda paulistana Pullovers Tudo Que Eu Sempre Sonhei transformou-se em livro de contos, O Livro Que Ainda Não Tem Nome, que pode ser lido no site Backbeat. Cada música conta uma história através de contos.

O livro, disponibilizado no formato de e-book gratuito, conta com 12 autores que, de uma forma ou de outra, possuem ligações com as histórias contadas e, principalmente, com o álbum homenageado. A edição é ilustrada com imagens da capital paulista enviadas por fotógrafos profissionais, amadores ou de Instagram.

Ainda esta semana, O Livro Que Ainda Não Tem Nome também terá sua versão física a venda, no sistema on demand. A editora do livro é a editora Izadora Pimenta. Faça o download ou leia o livro por aqui.

Veja a lista de contos

“O Não Sonhado” – “Tudo Que Eu Sempre Sonhei” por Daniel Corrêa
“São Paulo Não Tem Vista Para o Amor” – “O Amor Verdadeiro Não Tem Vista Para o Mar” por Marcio Marinho
“1932” – “1932 (C.P.)” por Danielly Friedrich
“Entre o Trem e a Plataforma” – “Marinês” por Izadora Pimenta
“Lição de Casa” – “Lição de Casa” por Leandro Filippi
“Chora… Mas Esconde” – “Quem Me Dera Houvesse Trem” por Thiago Dalleck
“Cruz e Cicatriz” – “Marcelo Ou Eu Traí o Rock” por Amauri Terto
“Graus de Separação” – “Futebol de Óculos” por Ana Clara Matta
“Ele e a Vida das Coisas” – “O Que Dará o Salgueiro?” por Vinícius Gandolphi
“Semana” – “Semana” por Camila Fracalossi
“Em Um Novo Gole” – “Todas as Canções São de Amor” por Leonardo Mendes
“Certeiro” – “Tchau” por Guilherme Pietrobon

Sem mais artigos