Ainda não chegou a hora da cantora Madonna ter mais um filho. Pelo menos não para a Alta Corte do Malauí, que adiou para o dia 15 de maio a audiência para ratificar a adoção pela cantora de um menino nascido no país do sul da África.

A cantora pedira ao tribunal que a audiência, marcada para 22 de abril, fosse adiada porque ela precisa viajar aos EUA a trabalho, afirmou no sábado um advogado ligado ao assunto. A futura herdeira da pop star americana chama-se David Banda, com dois anos de idade e fisgou o coração da cantora em num orfanato em 2006 e deu início aos procedimentos de adoção pouco depois.

David está vivendo em Londres com Mado, quando a mesma visitou um orfanato com o marido, o cineasta Guy Ritchie. Como toda a vida de Madonna, a adoção envolve polêmica. Críticos acusaram o governo de passar por cima de leis que proíbem pessoas não-residentes no país de adotar crianças do Malauí, um dos países da África mais atingidos pela Aids.

Sem mais artigos