Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Sucesso na internet, O Pintinho virou livro. A editora Lote 42 reuniu as melhores tiras publicadas no site desde 2010 e dividiu em blocos temáticos. Criado por , a HQ traz diálogos protagonizados entre um “pintinho insolente e uma mãe indolente”, nas palavras da autora.

A tira é um típico caso em que a ideia é bem mais importante que o traço. Fazendo referências aos primórdios do PC (olá, Paintbrush!), Alexandra conseguiu criar empatia com os personagens protagonistas, com tiradas sobre a vida em tempos de internet e outros assuntos atuais (alguns com diálogos surreais).

origem

O projeto gráfico do livro respeita a linguagem da tira na internet, para aproximar ainda mais as plataformas online e offline. Lembra bastante o tamanho de um caderno escolar. O prefácio é do cartunista Arnaldo Branco.

O livro tem 96 páginas e custa R$ 29,90.

Nem é só papel
A editora novata Lote 42 merece algumas linhas. Criada pelos jornalistas João Varella e Thiago Blumenthal, foi fundada em dezembro de 2012. Os sócios a apresentam como “uma editora com alma de start-up”, ou seja, bem aberta a inovações e diálogos com soluções digitais. O primeiro lançamento foi a versão em livro de outro blog, o ótimo Já Matei Por Menos, de Juliana Cunha.

A ideia do pessoal é que o livro vai além do papel. Ótimo ver editoras jovens com um conceito diferente sobre publicações. Para conhecer mais sobre a proposta da editora (e obviamente, comprar os dois lançamentos do catálogo), vale uma visita na página.

Sem mais artigos