Indie Rock da mais serena república é música para agradar os chefes

The Most Serene Republic

THE MOST SERENE REPUBLIC
Population
[Arts & Crafts, 2007]

The Most Serene Republic - Population Que as bandas canadenses de indie-rock são corporativistas, todos sabemos. Mais do que uma cena unida, lá tudo é resolvido em família. Essa máfia do pop rendeu bons trabalhos, como os primeiros discos do New Pornographers, A.C Newman e Broken Social Scene. A banda The Most Serene Republic também faz parte do clube. Seus discos saem pelo selo Arts & Crafts, reduto independente conhecido pelas capas de discos com uma faixa colorida no canto.

Este supergrupo canadense foi o primeiro artista da Arts & Crafts sem qualquer ligação com a banda Broken Social Scene, dona do selo. Na sonoridade porém, está bem próximo de seus chefes. Population é recheado de orquestrações, grandiosidade e guitarras. Formado inicialmente por Ryan Lenssen e Adrian Jewett, a dupla logo se transformou num combo de artistas com vários instrumentos, entre eles piano, trombone e violino.

Apesar do bom trabalho, Population não move um centímetro do conhecido rock canadense em todos os seus trejeitos. No entanto “Compliance”, “Why So Looking Back” e mais um punhado de canções podem figurar entre pequenos clássicos do rock do país [Paulo Floro]

NOTA: 7,0

Sem mais artigos