Abuso das meninas não se traduz em criatividade

The Donnas

THE DONNAS
Bitchin’
[Purple Feather, 2007]

The Donnas - Bitchin’ O The Donnas faz o mesmo som desde que surgiram em 1997 com seu disco homônimo, mas entre a vontade de soarem como Joan Jetts modernas e a eficácia de seu hard-rock ainda precisam percorrer um longo caminho.

Bitchin’ traz 14 faixas furiosas, baixando um Def Leppard de saias, mas nenhuma com um mínimo de capacidade para repercutir como algo criativo. A sensação de já ter ouvido a mesma coisa diversas vezes embriaga quem escuta este novo disco das meninas.

As letras até perderam um pouco o tom feminista, mas elas ainda continuam fazendo pose de mal, com suas produções fashionistas e cabelos bem tratados. Difícil dizer uma canção de destaque: todas são desfiles de riffs clichês. Sem falar na mania irritante de usar dois vocais para cantar o refrão em quase todas as músicas. O rock pesado do The Donnas não mete medo em nenhum headbanger que se preze. E cada vez mais as meninas se afastam de um passado divertido como “Gold Metal” e “Spend the Night”. Hora de mudar o disco, gatinhas. [Paulo Floro]

NOTA: 3,5

Sem mais artigos