O FANTASMA PIXIE
Egressos dos anos 90, Pixies e Breeders caminharam em paralelo na luta pela sobrevivência no rock durante duas décadas
Por Paulo Floro

Foi na gravação de Surfer Rosa, segundo álbum dos Pixies, que Kim Deal, então baixista do grupo conheceu Steve Albini, que ficaria mundialmente famoso por produzir In Utero, do Nirvana. Foi ele o responsável pelo impulso criativo para criar o The Breeders (gíria gay americana para designar heterossexuais). Após o lançamento de Pod, o primeiro disco, em 1990, o Pixies encerra as atividades e Kim decide se dedicar totalmente ao projeto. Mas sua nova empreitada nunca se dissociaria de Frank Black e sua banda.

A formação original era um retalho de outras bandas. Do Throwing Sisters, Kim chamou a guitarrista Tanya Donnelly (posteriormente ex-Belly), do Perfect Disaster a baixista Josephine Wiggs, além da violinista Carrie Bradley. Numa gravação com os Pixies, Deal conhece Britt Walford, da banda Slint, que aceitou participar do projeto desde que com outro nome, para não ofender os membros de sua banda, o Slint (ele foi creditado como Mike Hutt). Kelley, a irmã gêmea se integraria após o primeiro disco.

O sucesso veio com Last Splash, disco com ao menos dois hits “Divine Hammer” e “Cannonball, este último, com clipe dirigido por Kim Gordon, do Sonic Youth. Com a desintegração do grupo após crises envolvendo drogas, sobretudo Kelley, Kim tentou a vida com outra banda, o The Amps, ao lado do baterista Jim McPherson. Praticamente sozinhas, as irmãs fariam o Title TK, em 2002, sem muito alardo quanto ao seu retorno.

Após “Cannonball” e toda a fama do início dos 1990, o rebuliço da mídia era mesmo para os Pixies. Dos dois defuntos, evidente que a banda de Frank Black, responsável pelo disco Dollitle recebia mais atenção. Além do que, após desencontros e lançamentos irregulares, ninguém colocava muita fé nas irmãs. Entre 2005 e 2006, o Pixies participou de festivais importantes como Reading e Glastonbury, até implodir novamente em 2007, quando o tão aguardado novo disco nunca veio. Sobre sobrevoar a própria carniça, os Pixies são mais impressionantes que os Breeders: seu último disco de inéditas é de 1991!

O triunfo de Kim Deal, que nunca teve um bom relacionamento com Francis, chegando a abandonar o palco diversas vezes, veio com este último disco, Mountain Battles. Com referências ao início da carreira, o álbum remete a um Breeders que nunca deveria ter terminado. É como se criassem um simulacro sobre si mesmos. Já os Pixies sempre foram superestimados. A importância que a banda tem no rock nunca foi suficiente para que se reerguesse. Muito por culpa de seu mentor Black Francis, segundo antigos colegas, um psicótico centralizador com freqüentes crises histéricas, que diferente de Deal nunca teve carisma nem timing para reconstruir a história da banda a partir de um novo disco.

SAIBA MAIS
www.myspace.com/thebreeders
www.myspace.com/pixies

Sem mais artigos