Foto: Andy Earle

THE BRAVERY
The Sun and The Moon
[Island, 2007]

O rock do Bravery sempre foi fácil. Seu estilo neo-new wave não tinha segredo: era feito para se curtir um verão e nada mais. Mas eis que The Sun and The Moon marca o retorno da banda, após um primeiro disco relativamente bem-sucedido. Mesmo com canções esquecíveis, uma falta de apuro vocal do vocalista Sam Endicott e um descarado decalque de bandas como The Cure, ninguém podia reclamar que o Bravery não tivesse estilo. E foi isso que garantiu ao grupo editoriais de revistas de moda e clipes estilosos. Vestidos de preto e couro para curtir uma praia no verão, fazem a linha fashionista, muito carão e pouco gás musical.

Musicalmente, o Bravery não mudou em nada. E pior, seu novo disco é inferior ao primeiro álbum homônimo. Endicott faz a festa de meninas e meninos, com sua beleza gótico-retrô, sempre bem assessorado, mas seus discos não encontraram ainda uma identidade. Se seguisse o exemplo da estréia, poderia ter feito um disco um tanto preguiçoso, porém divertido. The Sun and The Moon, no entanto fica no ponto morto até o final.

“Bad Sun” com seus assobios é a mais simpática, provavelmente a mais propensa aos charts. Indie, emo, gótico. São muitos rótulos a enquadrar o The Bravery, mas nenhum que sustente a sonoridade da banda. O grupo, fashionista até o talo, cumpre o papel do mundo da moda, nunca utilizar coisas de estações passadas. E Bravery, já deu.

NOTA: 3,5

[+] – Apurado 2006: As bandas que você precisa conhecer

 

Sem mais artigos